Viu o modelo de roupa perfeito no Instagram? Agora é possível comprá-lo diretamente da rede social!

Avatar

Por Lucas Bicudo

30 de Maio de 2016 às 12:09 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Os números não mentem: de acordo com o Relatório Conversion do E-commerce Brasileiro 2016, este ano o setor deve movimentar aproximadamente R$ 69,7 bilhões. Isso representa 25% de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado.

Além do modelo de compra eletrônica vigente hoje, em que o consumidor entra em um marketplace online e escolhe seu produto, percebe-se que as redes sociais estão se tornando fortes aliadas desse jogo. Com 400 milhões de usuários, o Instagram, por exemplo, já é lugar ideal para grandes ou pequenas marcas atingirem seus consumidores.

“O Instagram é uma das maiores redes sociais da atualidade e as marcas já postavam fotos dos produtos, usando-o como uma vitrine virtual. Hoje, conseguimos fazer dessa vitrine um novo canal de vendas e temos recebido feedbacks muito positivos dos clientes, alguns com aumento de venda superiores a 400%”, comenta Karol Fernandes, sócia fundadora do NowLink.

A startup brasileira, que em menos de 1 ano já atende mais de 100 clientes, encontrou nesse novo comportamento do consumidor uma oportunidade. Entre as marcas atendidas pela companhia estão Dafiti, Schutz, Arezzo, Reserva e Netshoes.

A plataforma funciona mais ou menos assim: uma URL é colocada na bio do Instagram da marca e, quando o cliente acessa, passa para uma página espelho, em que é possível clicar nas fotos e cair direto no endereço do produto.

“A experiência permite ao consumidor uma compra tão dinâmica quanto a agilidade que o Instagram proporciona. E é exatamente isso que o consumidor deseja. O NowLink facilita o processo de compra, aumentando a taxa de conversão e, consequentemente, as vendas”, conclui a  sócia.

Mensagem do Editor

Ei, tudo bom?

Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.

E te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!

É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]