Virgin Galactic chega primeiro e bate Elon Musk e Jeff Bezos

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

13 de dezembro de 2018 às 15:36 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Virgin Galactic acaba de finalizar o seu quarto voo de testes na Califórnia. A startup, criada por Richard Branson, está desenvolvendo espaçonaves comerciais para missões de turismo e ciência. A nave mãe WhiteKnightTwo levou o SpaceShipTwo, uma unidade individual que se descolou da principal para transportar os pilotos Mark Stucky e C.J Sturckow para a mesosfera – onde se inicia o espaço.

Em seu twitter, a Virgin Galactic transmitiu todos os detalhes da viagem, desde o momento em que a aeronave foi lançada, até o pouso de volta para os Estados Unidos. O percurso durou cerca de 45 minutos, e a startup finalizou o teste agradecendo a The Spaceship, empresa que construiu a aeronave.

“Liberdade, liberdade, liberdade! SpaceShipTwo está voando livre, separando-se de sua nave mãe WhiteKnightTwo”, disse a startup em sua conta no Twitter.

“Rodas paradas, SpaceShipTwo. Bem-vindo de volta ao planeta”, afirmou a startup, indicando o fim do teste.

Com o voo, a startup de Branson passou a frente de grandes nomes como Space X, do Elon Musk, e Blue Origin, do Jeff Bezos – criadas com o mesmo objetivo. A startup de se tornou a primeira empresa a enviar um humano para próximo do espaço sem o apoio de uma agência governamental. Os interessados em fazer a viagem já podem comprar os ingressos. A startup iniciou a venda das passagens em 2015 – hoje, custam 250 mil dólares.

Foto: Divulgação