Varejistas se unem a movimento para acabar com fraudes em lojas virtuais

Avatar

Por Lucas Bicudo

17 de novembro de 2016 às 17:42 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Segundo dados da ClearSale, os comércios eletrônicos tiveram aproximadamente R$ 1,9 bilhão de tentativas de fraude em 2015, dos quais mais de R$ 212 milhões foram feitas através de invasões de conta de cadastro. Com informações pessoais de terceiros nas mãos, fraudadores tentam diariamente realizar compras indevidas em nome de pessoas que nem imaginam que estão sendo fraudadas.

Diante desse cenário, 483 empresas, incluindo os principais nomes do varejo online – que movimentam ao ano cerca de R$ 23 bilhões – se uniram para anunciar o lançamento do Movimento Compre&Confie, para combater a fraude no Brasil. Dentre as lojas online participantes, estão: Magazine Luiza, Extra.com, Dafiti, Casas Bahia, Pontofrio.com, O Boticário, Nextel, Peixe Urbano, Polishop e Privalia.

“Nossa expectativa é que nos próximos meses tenhamos mais de 80% de todo o e-commerce brasileiro no app. Todas as lojas participantes contribuíram para criação desse movimento, pois perceberam que, por meio de um aplicativo, poderíamos diminuir significativamente a fraude no Brasil. Com o app instalado no smartphone, a chance do consumidor ser fraudado é de 0%”, ressalta o porta-voz do Movimento Compre&Confie, Pedro Chiamulera.

O executivo reforça que uma parcela relevante da população ainda tem medo de comprar on-line, e é papel do mercado ajudar a construir ferramentas que gerem um ambiente de mais confiança.

“Ainda há uma falta de confiança de muitos consumidores em comprarem nas lojas virtuais, e com o nosso app eles estarão 100% seguros”, continua.

O aplicativo é gratuito e leva o mesmo nome do Movimento. O funcionamento é simples: a cada compra feita em lojas online, o usuário receberá uma notificação no celular. O consumidor terá apenas a opção de negar a compra no próprio aplicativo caso não reconheça a transação. Caso a compra seja legítima, não é necessária qualquer ação dentro do app.

“Com a diminuição nas chances de fraude e a interação entre empresas parceiras que utilizam o aplicativo, devemos fomentar grandes ganhos para nós e para outras empresas do setor, fazendo um círculo virtuoso. Hoje, possuímos um investimento mensal de R$ 500 mil mensais em soluções de segurança cibernética, o que reforça o quão é importante para nós oferecer cada vez mais essas alternativas ao consumidor”, faz coro Alex Tabor, CEO e cofundador do Peixe Urbano.

Segundo o gerente sênior da Nextel, Felipe Osmo, a inclusão do consumidor no processo de monitoramento de transações permite que eventuais fraudes sejam detectadas com muito mais eficiência. “Na Nextel, ganhamos mais agilidade na identificação de fraudadores e nos tornamos ainda mais confiáveis para os clientes, fatores que favorecem a compra e fidelização”, observa.

Já para Fabio Bonfá, diretor geral da Privalia Brasil, a participação no Movimento Compre&Confie é fundamental para ajudar o bom consumidor. Além de unir o mercado para acabar com a fraude, beneficia todos os consumidores do varejo online em geral. “Eu sou um e-consumidor, também sinto a tranquilidade em saber que estarei protegido em minhas compras e que poderei participar de forma ativa no combate à fraude e a favor de um ambiente online mais seguro”, finaliza.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]