Uma poupança automatizada está para chegar ao Brasil

Avatar

Por Mariana Rodrigues

26 de junho de 2017 às 15:11 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Sabe aquela sensação de encontrar no bolso um dinheiro do qual você não lembrava mais? É como ter a impressão de ganhar dinheiro, mesmo que ele já fosse seu. A Monotto é uma fintech que quer ajudar as pessoas a terem mais disso na sua vida.

Christian Ruppe e Jared Kopelman, fundadores da Monotto, notaram que seus colegas de faculdade tinham uma grande dificuldade de manter um orçamento e economizar dinheiro.

Christian pensou então que se a economia pudesse ser automatizada isso seria resolvido. Foi isso que fizeram usando machine learning. Christian já definiu a sua companhia como “o carro autônomo dos bancos”.

A solução funciona da seguinte forma: o algoritmo da Monotto aprende seus hábitos de consumo e percebe quanto você teria disponível para economizar. Então, ela começa a “desviar” pequenas quantias para suas poupanças, de forma que você não sinta falta do dinheiro. Com o tempo você terá uma reserva construída sem ter notado.

A Monotto fornece sua solução por meio de parceria com bancos. Dessa forma, o cliente tem a ferramenta automatizada provida pelo banco e ligada à sua conta. Bancos nos Estados Unidos e Europa já têm parceria com a Monotto.

Abaixo, conheça mais sobre a iniciativa e as perspectivas da Monotto no mercado brasileiro, nesta entrevista com o CEO da fintech, Christian Ruppe, concedida à Let’s Talk Payments e ao StartSe.

Christian Ruppe, CEO da Monotto

A solução foi feita para atender os millenials ou vocês fizeram pesquisas para chegar ao público ideal para a Monotto?

Christian Ruppe: Inicialmente, construímos o produto com os millenials em mente. Pesquisamos comportamentos de gastos de millenials e projetamos o produto para resolver os problemas financeiros sem afetar o estilo de vida desse público. No entanto, uma vez que olhamos para o produto que construímos, percebemos que funciona para todos e esperamos que o produto seja agnóstico em relação à idade.

Como você montou a equipe que está na Monotto hoje?

CR: Jared [Copelman, COO] e eu co-fundamos o negócio quando nós nos conhecemos na faculdade (College of Charleston). Contratamos o Dalton [Cole, CTO] no início deste ano para realmente revisar o produto e prepará-lo para o lançamento. Desde então, contratamos vários funcionários a tempo parcial para ajudar a avançar a empresa.

Você pretende expandir para outros países?

CR: Atualmente, temos um cliente bancário nos EUA e um cliente bancário muito grande na Europa. Nós temos ainda muitos outros bancos preparados para entrar em julho.

Você tem planos para o mercado brasileiro?

CR: Planejamos chegar ao mercado brasileiro em breve. Nós falamos com três dos maiores bancos do Brasil, mas ainda não fechamos um acordo com um. Ainda não temos uma data de lançamento esperada no Brasil, mas seus leitores podem ajudar a mudar isso pedindo que seus bancos entrem em contato conosco!

Quais são os resultados esperados em economia para o cliente?

CR: Nós fizemos um piloto com um grupo de indivíduos [nos EUA] e o usuário médio economizou cerca de US$ 100 no primeiro mês. Através de nossos testes esperamos que o usuário médio possa esperar economizar US$ 5 em cada intervalo de dois a quatro dias, dependendo da situação financeira.

Saiba como fazer parte desse ecossistema

Para fazer parte do ecossistema global de fintechs, você pode cadastrar sua startup na MEDICI e na StartSe Base.

A MEDICI é uma base de dados que conta hoje com 7.000 empresas de todo o mundo. Ela pertence à Let’s Talk Payments (LTP), empresa global de conteúdo e pesquisas sobre fintechs.

A StartSe Base é a maior base de dados de startups do Brasil, com mais de 5.000 empresas cadastradas.

Sobre a Let’s Talk Payments (LTP)

A LTP é a principal plataforma de conteúdo e pesquisas sobre fintechs no mundo. Mais de 400 instituições financeiras e 90 programas de inovação recorrem à LTP para obter informações sobre as empresas que estão disruptindo o setor financeiro.

Mariana Rodrigues é colaboradora regular da LTP, focada no mercado de fintechs do Brasil. Ela é COO da SGC Conteúdo. Para acompanhar o conteúdo produzido pela LTP no Brasil e no mundo, cadastre-se na newsletter.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.