Tchau, Retina: iPhones terão nova tecnologia em suas telas

Avatar

Por Paula Zogbi

26 de novembro de 2015 às 15:43 - Atualizado há 6 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Apple está planejando passar a usar tecnologia OLED em seus smartphones a partir de 2018, em detrimento da sua tela Retina, que usa tecnologia LCD, de acordo com o site Nikkei.

Como não poderia deixar de ser, a notícia fez com que fabricantes de telas começassem a se mover para atender à demanda da fabricante dos iPhones, que fabrica mais de 200 milhões de smartphones anualmente. É o caso da sul-coreana LG Display, que já planeja aumentar a capacidade de produção.

Este tipo de tela é conhecido por imagens e cores mais nítidas do que os de cristal líquido, usados em celulares desde os anos 1990. Elas também mantém a bateria dos aparelhos por mais tempo.

Mas a mudança pode se provar mais difícil do que parece.

O número de aparelhos fabricados é grande o suficiente para criar a possibilidade de a companhia passar a vender iPhones OLED e outros com telas em LCD – que usa atualmente. Além disso, existem questões técnicas, como o fato de que o brilho e a capacidade de economia de energia das telas OLED tendem a se desgastar com o tempo de uso.

Para resolver essas questões, a Apple e as fabricantes de telas estão em conversas que gerarão pesquisas com a intenção de melhorar a tecnologia.

Atualmente, a única companhia que fabrica telas OLED em grande escala é a Samsung: o foco da LG Displays tem sido fabricar telas para televisores. Portanto, é provável que uma das duas empresas seja a fornecedora principal da Apple quando os aparelhos com essa tecnologia passarem a ser fabricados.