Startups de Berlim apostam no mercado brasileiro

Avatar

Por Juliana Américo

30 de abril de 2015 às 17:27 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Desde a queda do muro de Berlim, em 1989, a capital alemã tem se tornado uma metrópole high tech. Tanto que o Senado alemão tem incentivado cada vez mais o mercado tecnológico berlinense.

Muitos startups de Berlim têm crescido, aparecido e tornando-se famosas mundialmente. É o caso do Sound Cloud, uma das plataformas de música mais importantes do mundo, e da incubadora de startups Rocket Internet.

Quer ter sucesso com sua startup? Cadastre-se no StartSe e fale com investidores e mentores. Acesse www.startse.com.br. É gratuito!

E muitas estão investindo no mercado brasileiro. A Global Leads Group, por exemplo, empresa que está por trás do Cupons Mágicos no Brasil, reúne mais de 500 ofertas e cupons de desconto das melhores lojas virtuais do Brasil. Seu escritório, em Berlim, conta com mais cinco equipes, além da brasileira.

Leonardo Li Puma, 28 anos, estudou administração na USP e trabalhava na BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, em São Paulo. Quando mudou para Berlim, começou a trabalhar na Bonus Box, que, na época, contava com um time brasileiro de seis pessoas. Agora ele é o Gerente de Afiliados do Cupons Mágicos, na Global Leads Group.

“A maioria das grandes empresas está em Hamburgo ou no sul da Alemanha. Berlim acabou concentrando grande parte das startups. Elas focam no mercado emergente, onde o e-commerce tem crescido, muitas vezes, mais do que em países desenvolvidos. E o Brasil costuma ser a estrela”, explica Leonardo.

Segundo a gerente de projetos do Cupons Mágicos, Ani Bagdasaryan, muitas startups berlinenses consideram o Brasil um mercado prioritário para investimentos fora da Europa. “A estabilidade econômica e o aumento do poder aquisitivo que o Brasil tem apresentado nos últimos anos atraem a atenção de investidores e trazem bons resultados para empresas internacionais”.