Startup produz carne de atum sem pescar nenhum peixe

Junior Borneli

Por Junior Borneli

23 de abril de 2018 às 11:02 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O atum do seu jantar, em breve, não virá mais do mar. A startup americana Finless Food criaram carne de atum a partir da multiplicação de células tronco do peixe de verdade.

A partir de células derivadas dos músculos do atum, os cientistas da empresa de agrotech conseguem isolar as partes desejadas e produzir um material quase idêntico à carne original do atum.

A Finless Foods é uma empresa com uma missão: Levar frutos do mar sustentáveis ​​e deliciosos para o mundo, sem ter que cultivar ou colher peixes vivos do oceano. Michael Selden, cofundador e CEO da startup, explica mais sobre o assunto:

Esse tema – aliado à produção de carne bovina em laboratório – serão debatidos durante a AgroTech Conference, maior conferência sobre novas tecnologias para o agronegócio já feita no Brasil.

O “atum de laboratório” já está disponível em restaurantes sofisticados dos Estados Unidos, uma vez que a produção da carne ainda é mais cara do que pescar o peixe. Porém, a empresa garante que em 2019 os preços serão os mesmos. O objetivo é levar o produto para supermercados e distribuí-lo em grandes quantidades.

Além de representar um grande avanço tecnológico, essa inovação também é um passo importante no sentido da conservação de muitas espécies marinhas, uma vez que a tecnologia pode ser aplicada em outros peixes e frutos do mar.

Além da Finless Food, outas empresas como a Terramino Foods estão trabalhando nessa tecnologia. Num futuro bem próximo, consumiremos proteína animal produzida em laboratório sem conseguir distingui-la do sabor e textura das carnes “de verdade”.

Quer saber mais sobre as tecnologias e inovações que estão revolucionando o agronegócio brasileiro e mundial? Participe do AgroTech Conference, que acontece em São Paulo. Acesse o site oficial e veja todos os detalhes.