Startup do Dia: plataforma crowdsourcing de simulados gera conteúdo através de engajamento e participação

Avatar

Por Lucas Bicudo

28 de julho de 2016 às 12:37 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Prova. Provar-se. As pessoas geralmente não percebem, mas existe um abismo gigantesco na etimologia dessas duas palavras, que morfologicamente falando são praticamente as mesmas. Uma é um pedaço de papel, uma avaliação, um meio necessário para se obter uma nota provatória. Outra é filosófica, é empírica, consegue mexer com as maiores inseguranças do ser humano.

É por isso que quando alguém te diz “relaxa, é só uma prova”, sim, é só uma prova. Mas nesse caso, responda para a pessoa que também é provação. Também é você ultrapassando seus próprios limites para conquistar algo. E isso pode ser aterrorizante. Quem passou pelo vestibular sabe. São dez folhas de papel grampeadas, mas também é um ano inteiro de dedicação.

No mínimo, deveria ser um processo de construção – e não um de meramente aplicação. Diante desse contexto, a startup CertBest propõe uma plataforma de simulados crowdsourcing para vestibulandos e profissionais que querem alavancar seus estudos de forma mais fluída e dinâmica.

“Nós somos uma plataforma crowdsourcing de simulados. O que isso significa? Aproveitamos o poder da internet e toda a comunidade para gerar conteúdo orgânico e gratuito.  Algo como  o Wikipédia por exemplo: todo mundo pode ir lá, adicionar e editar conteúdo. No CertBest também. Não são meros simulados estáticos em uma plataforma online. Esse é o segredo do crowdsourcing. Gerar conteúdo dinâmico e atualizado através da demanda dos próprios usuários”, começa Fabio Sousa, CEO e fundador da startup.

E como funciona? Bom, primeiro de tudo, é necessária a realização de um cadastro. Ao fazê-lo, você é presenteado com um número de pontos (como se fossem milhas aéreas), que servirão para sua interação com a plataforma.

“Bom, quero estudar para uma prova de Oracle. À medida que você consulta as respostas, explora o conteúdo, esses pontos vão acabando. Quando eles acabarem, ou você compra mais ou você colabora inserindo uma questão, fazendo comentários, ajudando outros usuários, fazendo revisão de questões.  Se bem feita, a atividade te renderá mais pontos para continuar usando o CertBest de forma gratuita, fazendo com que a ferramenta se torne uma verdadeira máquina de gerar conteúdo, pedindo apenas por engajamento e participação”, diz.

Pô, mas qualquer um pode colocar uma questão e gerar conteúdo? Como que é garantida a qualidade nesse processo?

“Você cadastrou uma questão na prova de Oracle, por exemplo. Essa questão passa pela moderação de um especialista, que irá aprova-la ou não. Alguém irá fazer sua questão em outro lugar do mundo e, se essa pessoa gostar dela – como as pessoas são estimuladas a interagirem o tempo todo para ganharem pontos e continuarem gratuitamente na plataforma –  ela vai dar um like e você irá ganhar 30 pontos. Se a questão estiver ruim, as pessoas dão dislike e você perde o dobro de pontos em relação à quando ganha. O moderador, o dono da questão e a pessoa que deu o dislike são avisados da movimentação e depois de um cálculo estatístico, ou ela é expurgada da prova, ou um dos três corrige e ela continua ativa nesse ciclo de crescimento de conteúdo. Quanto mais pessoas sinalizam um problema, mais alta será a probabilidade de alguém o corrigir”, continua.

O CertBest é um ambiente de aprendizado em que o usuário cria recursos de estudo através de vídeos explicativos, discussões, gráficos de desempenho, acompanhamento de progresso, relatório detalhado e bloco de anotações.

“À medida que você estuda através de um simulado no CertBest, nós vamos colhendo todos os dados e entregamos inteligência. Você vai responder uma questão, mas não é dada a resposta, te entregamos insights para que você chegue até ela com seu repertório. Como são esses insights? O sistema diz: atenção, essa é uma questão fácil, pois ela foi respondida por 800 pessoas e 90% delas acertaram.

Você já respondeu x vezes e teve aproveitamento de x%, sinalizando que você está abaixo da média geral dos usuários e também da nota de corte. A pessoa não precisa ir até o fim da prova para conhecer seu desempenho. Durante cada questão vamos entregando a performance através de um gráfico que mostra ‘cuidado, se você continuar assim por tantas questões você não será aprovado, você será aprovado’. Você pode parar ou pode continuar.

Tentamos tirar a morosidade dos estudos através desse método. Em cada questão há um fórum de debate em que você pode discutir o conteúdo daquela questão. As pessoas podem discutir de forma periférica, mas não podem dar resposta, pois a idéia é ajudar. Quando você faz um comentário ali, ele passa pela mesma curadoria de likes e dislikes que uma pergunta. Isso garante qualidade ao longo de toda a prova e – mais do que ser aprovado ou reprovado – queremos te dar um resultado baseado no seu histórico e trajetória de estudos.

Isso quer dizer que você pode refazer determinada prova explorando só assunto que teve mais dificuldade, ou mesmo por tópicos específicos. Você pode segmentar seus estudos toda vez que você for fazer essa prova. Potencializamos seu aprendizado com simulados inteligentes e estudo direcionado, esse é o plano de estudos que entregamos”, ressalta o CEO.

Sobre as provas que podem ser encontradas no site:

“A ideia é que você tenha todas as provas mais relevantes do mundo. Como fazemos essa curadoria? Como julgamos uma prova ser relevante? É gerado um histórico de pesquisas feitas na nossa caixa de busca. Tudo é baseado na procura por um determinado tipo de material para cadastrar novos simulados. A partir daí, a própria comunidade que estava pesquisando por esse material passa gerar conteúdo sobre ele e cadastrar questões com cada vez mais frequência. É assim que descobrimos novas e relevantes provas todos os dias. Temos simulados na área de tecnologia da Microsoft, Oracle, SAP, Cisco, CompTIA, Exin, VmWare e PMP. Também contamos com provas acadêmicas como ENEM, GMAT, SAT, ACT, USMLE e NCLEX. Tem que ser uma prova que tenha cunho de abrangência global”.

A plataforma vem multiplicando seus usuários de forma orgânica, contando com uma comunidade de mais de 45 mil cadastrados, que ficam em média 25 minutos estudando. Relevante no Brasil, e com acesso em mais de 100 países, agora os planos são de expansão para os mercados que mais demonstram interesse, como Estados Unidos e Índia. O modelo de negócios é B2C e a proposta é continuar estrategicamente nesse segmento no próximo ano.

“Estamos 100% em B2C. Monetização e B2B ainda não é nosso foco frente ao potencial de crescimento que o CertBest tem demonstrado com a sua geração de conteúdo orgânico que tem atraído usuários do mundo todo. Temos 4 investidores por trás da operação que nos apoiam. Nosso foco está no crescimento exponencial e aumentar nosso valor por usuário, assim como as redes sociais LinkedIn, Facebook, sempre na área de exames online. Nossa estratégia para o próximo ano é continuar nesse crescimento. Temos um crescimento hoje de 50% sempre em cima do nosso melhor resultado. Temos  uma significativa e crescente  relevância no Brasil, e já estamos alcançando os EUA e Índia. Em 6 meses queremos ter a mesma velocidade de crescimento nesses países. O plano daqui para frente é dominar esses mercados e fortalecer nossa presença mundial com um modelo agressivo de geração de conteúdo de alta qualidade para exames online”, finaliza Sousa.

Mensagem para você: 
 
Você tem uma startup? Quer aparecer no nosso portal? Inscreva-se na nossa plataforma e envie um e-mail para nosso editor-chefe!