Startup do Dia: plataforma antifraude bate 3 mi de transações por mês

Avatar

Por Lucas Bicudo

5 de setembro de 2016 às 18:57 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Konduto hoje, em seu terceiro ano de operação, comemora um momento importante em sua trajetória, alcançando a marca de 3 milhões de transações analisadas por mês! O crescimento é três vezes maior se comparar ao mês de dezembro do ano passado.

“Fechamos dezembro de 2015 muito felizes, quando alcançamos a marca de 1 milhão de transações processadas mensalmente. Queríamos dobrar este valor nos 12 meses seguintes, mas, já durante o mês de junho, 3 milhões de compras feitas em e-commerce passaram pelo nosso sistema – mais de um pedido analisado por segundo. Isso nos mostra duas coisas: o método Konduto é realmente eficiente e os lojistas estão em busca de novas tecnologias para barrar fraudes”, afirma Tom Canabarro, co-fundador da Konduto.

A empresa tem como objetivo detectar e barrar fraudes de pagamentos via cartão de crédito nos e-commerces do Brasil. O antifraude da Konduto monitora o cliente desde o momento em que o site da loja é acessado, coletando informações como origem da visita, tempo de permanência no site, produtos vistos e troca de senha, por exemplo.

Assim que a compra é concluída, o sistema recebe as demais referências, como dados cadastrais, identidade de aparelho (fingerprint) e geolocalização. Todos estes dados passam por um filtro de inteligência artificial, que calcula em menos de um segundo o risco de fraude daquela transação.

Atualmente, estima-se que uma a cada trinta transações realizadas online no Brasil sejam de origem criminosa, o que, só em 2015, pode ter causado um prejuízo na casa de R$ 1,5 bilhão à economia nacional – levando em consideração o faturamento de R$ 41,3 bilhões de e-commerces divulgado pelo relatório Webshoppers.

As “boas práticas” do comércio eletrônico consideram que uma loja virtual é saudável quando possui uma taxa de fraudes inferior a 1% sobre o faturamento total.

“Muitos lojistas nos procuravam com um índice bastante elevado de fraude, ou porque tinham um custo operacional muito alto para a análise de risco. Hoje, temos clientes que têm marcas de 98% de aprovação automática dos pedidos e que têm a fraude completamente controlada, com índices muito abaixo do que o mercado considera saudável”, ressalta Canabarro.

Entre os próximos passos estão o desenvolvimento de novas funcionalidades para o sistema e a integração com novas plataformas de e-commerce.

“Queremos compartilhar a nossa experiência e ajudar os lojistas a combaterem a fraude. Neste primeiro semestre lançamos um e-book que desvendava mistérios do submundo da fraude no e-commerce e explicamos detalhes de como os criminosos realizam a fraude de passagens aéreas. Nossa ideia é divulgar ainda mais conteúdos que ajudem empreendedores e analistas de riscos a se protegerem destes tipos de golpe”, finaliza Canabarro.

Mensagem para você: 
 
Você tem uma startup? Quer aparecer no nosso portal? Inscreva-se na nossa plataforma e envie um e-mail para nosso editor-chefe!