Startup do Cubo: plataforma reúne e gerencia profissionais de beleza

O Carreira Beauty já atingiu a marca de 100 mil profissionais e também desenvolveu um novo serviço para turbinar suas redes sociais

Avatar

Por Lucas Bicudo

2 de dezembro de 2016 às 16:15 - Atualizado há 3 anos

O Cubo Coworking Itaú recentemente comemorou seu primeiro aniversário e promoveu um evento para empreendedores, investidores, representantes de grandes empresas, imprensa, startups e influenciadores do ecossistema. O StartSe esteve lá e teve a oportunidade de conhecer de perto as residentes da casa e seus projetos inovadores. Queremos te contar uma por uma, por isso damos início a série Startups do Cubo. A de hoje é a Carreira Beauty.

A dificuldade de encontrar profissionais do setor de beleza para a rede de spas de sua família fez com que Rui Miadaira criasse o Carreira Beauty, site que contrata cabeleireiros, esteticistas e manicures no Brasil. O empreendedor, que fez carreira no mundo corporativo e também lidera a ABC-Spas (Associação Brasileira de Clínicas e Spas), percebeu a lacuna no mercado no início de 2013.

A startup passou pelo treinamento e capacitação da Inovativa, programa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Desde então, arrecadou investimentos dos fundos 500 Startups, Monashees e Redpoint e.Ventures.

Há um ano residente no Cubo, o Carreira Beauty atingiu a marca de 100 mil profissionais e também desenvolveu um novo serviço para turbinar suas redes sociais.

“Percebemos o quanto cabeleireiros, maquiadores e salões usavam Facebook, Instagram e WhatsApp para criar sua carteira de clientes, mas havia uma imensa dificuldade na criação e design dos posts diários”, conta Rui, sobre como identificaram a oportunidade.

Assim nasceu o Ahazou – a agência de marketing digital para esses profissionais. Outro desafio estava em tornar um serviço tão manual em algo escalável – encontraram na Inteligência Artificial uma forma de entregar o serviço a um preço acessível.

O sucesso da plataforma já gerou demandas de novos setores como saúde (dentistas, médicos e fisioterapeutas) e da indústria de cosméticos (consultoras de vendas diretas), que serão as próximas verticais para a expansão da startup.

“Eu imaginava que já tinha acesso a muita gente. Mas no mundo de startups é outro círculo de relacionamento, desafios e mentorias”, finaliza descrevendo a importância de ambientes como o Cubo.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]