Softbank realiza segundo maior IPO do mundo no valor de US$23,5 bilhões

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

10 de dezembro de 2018 às 18:11 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Softbank deve levantar US$23,5 bilhões em seu negócio de telefonia móvel, na maior oferta pública inicial de ações (IPO) do Japão e a segunda maior do mundo. Somente o IPO do Alibaba levantou mais recursos, US$ 25 bilhões ao abrir seu capital em Nova York. Em um comunicado, a empresa precificou suas ações em 1.500 ienes, ou US$13 cada.

Há pouco mais de um mês, as especulações sobre um dos maiores IPOs da história já estavam a todo vapor. As ações começam a ser negociadas no dia 19 de dezembro, e a empresa entrará na Bolsa de Valores de Tóquio como ‘SoftBank Corp”. A transação divide a companhia em duas – os investidores poderão escolher entre sua unidade móvel e seus negócios de investimento em tecnologia.

Segundo o Financial Times, cerca de 90% das ações vendidas no IPO, que está sendo organizado pela Nomura Holdings Inc. e Daiwa Securities Group Inc, estão sendo alocadas para investidores de varejo. O Grupo, que controla um dos maiores fundos de investimentos do mundo – o Softbank Vision Fund, pretende focar em novas tecnologias e startups.

Em sua jornada, o Softbank Group já fez grandes investimentos. Em outubro deste ano, investiu em uma startup que usa Internet das Coisas no esporte. No mesmo mês, investiu US$100 milhões na startup brasileira de logística Loggi. Em novembro, foi a vez da Zume, que recebeu US$375 milhõesFora isso, o Grupo também investiu na Uber – garantindo a participação de 15% na empresa -, e em outras startups de diversos setores.