Seu emprego está destruindo sua carreira?

Avatar

Por Júnior Borneli

27 de agosto de 2019 às 10:43 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Muitas pessoas brilhantes estão, neste momento, em empregos que limitam sua capacidade. E isso é terrível para suas carreiras.

Nos últimos 3 ou 4 anos pude presenciar muitos grandes executivos deixando posições relevantes em grandes empresas para trabalhar em startups ou empresas menores.

Elas não fizeram isso por dinheiro, por uma sala grande com secretária ou por um celular corporativo. Elas fizeram isso porque se sentiam presas numa estrutura engessada, onde “fazer diferente” era quase uma sentença de morte.

Eu ouvi uma frase, do Pedro Janot, grande executivo que ajudou a fundar a Azul Linhas Aéreas e trouxe a Zara para o Brasil, que me marcou muito: “é melhor ser cabeça de formiga do que rabo de elefante”.

Grandes organizações estão amarradas nas suas próprias burocracias, o que dificulta o processo criativo e de inovação. E os profissionais de hoje, como eu disse, não estão em busca apenas de dinheiro. Eles querem realizar grandes coisas, trabalham por um propósito.

Até pouco tempo, éramos obrigados a permanecer num emprego chato, limitante e estático porque não havia opções. Os processos nas empresas sempre foram, na sua imensa maioria, iguais.

Mas isso mudou de alguns anos pra cá. As gerações hiper conectadas forçaram as empresas a mudar. E as empresas que nasceram já com esse DNA criaram um novo ambiente de trabalho.

Não é à toa que, para milhões de jovens, o emprego dos sonhos está na Apple, Facebook, Google… no Brasil, os empregos mais desejados estão em startups como Nubank, 99, SambaTech…

E qual a razão disso? Os profissionais, nessas empresas, são incentivados a inovar, são livres para se vestir, têm horários flexíveis, trabalham em escritórios descolados, têm suas particularidades respeitadas e são ouvidos.

A gestão de pessoas, nessas empresas, é muito mais por contexto do que por controle. As pessoas são contratadas pelas suas habilidades e são deixadas em paz para executarem seu trabalho.

É um mundo completamente novo, onde as empresas têm propósito claro, são verdadeiramente meritocráticas e estão em constante evolução.

Toda vez que um profissional se levanta, pela manhã, e “sofre” por ter que ir para o trabalho, significa que esse emprego está destruindo sua carreira. E que é hora de se reinventar.

A StartSe reuniu, num curso chamado Reinvente sua Carreira, as principais habilidades que um profissional precisa para ocupar uma vaga de trabalho nas empresas mais inovadoras e desejadas do mundo.

Se hoje você se sente limitado pelo seu emprego, acesse o link oficial desse curso. Ele pode ajudá-lo a se reinventar.