SD Bank propõe soluções financeiras aos desassistidos da classes C e D

Avatar

Por Lucas Bicudo

6 de julho de 2017 às 17:20 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Propor soluções financeiras de forma ágil e segura aos desassistidos das classes C e D, especialmente de pequenas e médias empresas. Este é o principal objetivo da fintech SD Bank.

“Queremos que as pessoas possam aproveitar o tempo com aquilo que realmente interessa a elas. Faremos nossa parte, menos burocracia, mais facilidade ao acesso aos serviços financeiros essenciais e por fim, permitir que cada estabelecimento decida se vai ou não pagar a taxa de risco. Os millennials, a conhecida geração Y, incorporam com mais facilidade as novas propostas em todos os setores. Nosso maior desafio será ultrapassar a barreira muitas vezes imposta pelas gerações anteriores, que por uma questão cultural ainda sentem dificuldade de adaptar-se ao novo. É uma questão de novos hábitos”, aponta Adriano Silveira, CEO da SD Bank.

Emitir boletos, realizar pagamentos de contas, executar transferências e pagamento digital à vista, efetuar compras em mais de 3 milhões de estabelecimentos com cartão pré pago (bandeira Mastercard) e emitir cheque digital. Essas são as soluções financeiras online que a SD Bank passa a ofertar aos seus usuários.

A maior aposta da startup está no último item, entretanto.

O cheque é atualmente o meio de pagamento mais flexível e um dos mais antigos. Mas, por não ter sido atualizado ao longo dos anos, foi perdendo espaço para os cartões, principalmente nas compras de pequenos valores. Através do cheque digital, a SD Bank quer gerar mais segurança nesses tipos de transações, já que, quando comparado ao método tradicional, ele apresenta inúmeras vantagens.

Não deixe de conferir: o StartSe, juntamente com a Associação Brasileira de Fintechs, lança o Fintouch, primeira feira da América Latina totalmente voltada para o mundo das fintechs. Dividido em três pilares, o evento contará com palestras e debates, feira com exposição de fintechs e workshops para empreendedores e executivos do mercado financeiro.

Enquanto na versão tradicional existe um alto potencial de falsificação e roubo, na nova proposta isso não ocorre por não haver emissão de papel. As transações são online. Outro benefício, especialmente ao credor, é que na versão tradicional o cheque impresso pode ser devolvido por vários motivos (falsificação de assinatura, rasuras, identidade falsa). Na versão digital o único motivo é o saldo insuficiente.  Mas, caso ocorra do emissor vir a ter esta dificuldade, o aplicativo permite que ele negocie mais prazo com o credor.

Outras vantagens do cheque digital: controle anti-furto, através de digital do usuário no aplicativo; compensações e notificações automáticas, o que evita filas bancárias e outros estabelecimentos; análise de perfil e abertura de conta online, evitando constrangimento físico; e maior segurança, minimizando assaltos numa possível compensação presencial, por exemplo.

Para garantir confiança e tranquilidade aos usuários – empresário ou pessoa física -, a SD Bank previu alguns itens de segurança, como a senha via Touch ID (com a digital). O usuário só conseguirá emitir um novo cheque se não possuir nenhuma pendência financeira quanto às emissões anteriores. Ou seja, o aplicativo irá bloquear automaticamente novas emissões caso identifique alguma irregularidade.

A SB Bank está sediada no ecossistema de inovação de Palhoça. Já firmou negócios com a Acesso / MasterCard, operadora de cartão com aceitação em todo Brasil e no mundo, para a modalidade do cartão pré-pago.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]