Residente do Cubo: conheça o fundo de investimentos Amigos da Poli

Avatar

Por Lucas Bicudo

6 de fevereiro de 2017 às 13:59 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Cubo Coworking Itaú recentemente comemorou seu primeiro aniversário e promoveu um evento para empreendedores, investidores, representantes de grandes empresas, imprensa, startups e influenciadores do ecossistema. O StartSe esteve lá e teve a oportunidade de conhecer de perto as residentes da casa e seus projetos inovadores. Queremos te contar uma por uma, por isso damos início a série Startups do Cubo. O de hoje não é uma startup, mas sim um fundo de investimentos: Amigos da Poli.

Inspirado nos modelos de endowment de universidades norte-americanas, como Harvard e Stanford, o fundo capta doações com o objetivo de apoiar financeiramente projetos que complementem a formação dos alunos de engenharia da USP.

Amigos da Poli segue as melhores práticas de governança e transparência, com foco na perpetuidade e manutenção do capital doado. Todo o montante proveniente das doações é investido e os rendimentos desses investimentos que financiam os projetos.

Atualmente, o fundo tem patrimônio superior a R$ 10 milhões, formado a partir de contribuições de mais de 500 “Amigos da Poli”. A iniciativa recebe doações de qualquer quantia e a maior parte vêm de pessoas físicas – ex-alunos que encaram a atividade como uma forma de retribuição à Poli.

Desde a sua criação, em 2012, já foram apoiados 40 projetos, que totalizam R$ 1,2 milhão. Eles são selecionados por editais anuais e as propostas passam por uma rigorosa análise da Diretoria e do Conselho Deliberativo.

Exemplo é a rede pluviométrica urbana de baixo custo destinada para a Defesa Civil do Estado de São Paulo. Os alunos desenvolveram um pluviômetro mais barato e tão ou mais preciso quanto os já existentes no mercado.

Outros projetos bem-sucedidos foram divulgados em universidades renomadas, como Stanford e Trinity College, e em conferências internacionais, como a Habitat III da ONU e a Walk 21. Já em outro evento, a equipe ThundeRatz, de robótica, ganhou duas medalhas de ouro na maior competição do mundo: a RoboGames 2016.

Confira esses vídeos sobre as atividades do fundo:

Amigos da Poli

Projeto: Próteses e órteses de baixo custo

Projeto: Desenvolvimento integrado de produtos

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]