Programa da Nestlé quer impactar empreendedorismo na região amazônica

Avatar

Por Lucas Bicudo

25 de agosto de 2016 às 12:47 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A atuação da Nestlé no Brasil abrange mercados de achocolatados, biscoitos, cafés, cereais, cereais matinais, águas, chocolates, lácteos, refrigerados, sorvetes, nutrição infantil, nutrição clínica, alimentos para animais de estimação e serviços para empresas e profissionais da área de alimentação fora do lar. Atualmente, a rede de distribuição dos produtos cobre mais de 1,6 mil municípios e está presente em 99% dos lares brasileiros. Uma gigante em território nacional.

E com todo esse poder, a empresa lança o projeto Nutrindo os Sonhos dos Jovens, parte do Nestlé Global Youth Initiative, nascido com o sucesso do Nestlé Needs Youth, desenvolvido em 2013 para contribuir com o combate ao desemprego entre os jovens na Europa. Na época, cerca de 11 mil pessoas encontraram emprego e oportunidades de treinamento dentro do programa. A partir daí, outros países vêm recebendo a iniciativa, em formatos específicos para cada realidade.

Para compreender a realidade e necessidades da região Amazônica, a escolhida pela Nestlé, em parceria com o Centro Universitário do Pará (CESUPA) e Yunus, foi realizado um amplo diagnóstico na Ilha de Marajó, passando por São Miguel do Pracaúba, Vila do Palheta, Pinduca, Ponta Negra e Mocajatuba. Após 4 meses de estudos, foi possível identificar oportunidades para gerar valor às comunidades nas frentes de educação, saúde e alimentação, renda e trabalho e meio ambiente.

A falta de cursos profissionalizantes, capacitação entre os jovens e adultos, carência de perspectiva profissional e geração de renda, somada a dificuldade de acesso a produtos para compor a alimentação diária pela população local, fez com que as envolvidas se unissem para desenvolver projetos de inovação social.

O programa tem metas estabelecidas em relação à contratação de jovens, criação de novas vagas e estímulo a empresas parceiras para a adesão ao programa e multiplicação das atividades. Entre as principais metas do programa estão: contratação de 7 mil pessoas com idades abaixo de 30 anos até 2017; alcance de mais de 3 mil jovens aprendizes com as melhorias nos programas de capacitação; e a geração de 2,8 mil novas vagas dentro da companhia nos programas Jovem Aprendiz, estágio e trainee.

Com início em agosto, a iniciativa terá três fases de desenvolvimento: ideação, incubação e implementação. Na primeira etapa acontece o workshop para gerar soluções e ideias de negócios entre o grupo de empreendedores selecionados. A segunda fase contempla extenso treinamento para planejar e transformar as ideias em negócios, a fim de gerar emprego e renda. Nesta fase também, o time de consultores e os jovens refinam o modelo de negócio e o planejamento de implementação para que sejam financeiramente e operacionalmente sustentável antes da terceira e última fase, que é a implantação.

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]
E não é só isso! Você tem alguma sugestão de pauta? Quer conversar sobre sua startup? Assessora alguma empresa? Tem alguma dica que pode ajudar outros leitores? Quer ter a SUA matéria publicada no site?
O StartSe quer ouvir de VOCÊ, nosso leitor, o que precisamos fazer para melhorar cada vez mais o site! Deixamos o form abaixo para você, mas se quiser, basta mandar um e-mail para redacao@startse.com.br!
 [contact_bank form_id=3]
[php snippet=9]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook! Lá poderemos debater tecnologia, inovação, startups, empreendedorismo e criar um ambiente saudável de troca de opiniões e networking!