Programa de Inteligência Artificial já consegue passar em vestibulares

As chances de o software entrar na universidadede seriam de 80%, de acordo com o Wall Street Journal

Avatar

Por Paula Zogbi

19 de novembro de 2015 às 12:42 - Atualizado há 4 anos

O projeto Todai Robot (21robot.org) desenvolveu um programa capaz de passar nos exames admissionais da maioria das universidades japonesas, de acordo com o Wall Street Journal. O software, criado pelo Instituto Nacional de Informática com a participação de pesquisadores acadêmicos e corporativos, atingiu uma nota acima da média em um teste padronizado, na primeira vez em que o realizou.

A intenção do instituto, segundo a publicação, é desenvolver até 2021 um programa de IA que seja capaz de entrar na Universidade de Tóquio, a mais bem-avaliada do país. Neste teste, o IA pontuou 511 de um total de 960. A média nacional é 416.

Ele foi excepcionalmente bem em questões relacionadas a matemática e história, e seria aceito em 441 faculdades particulares do país e 33 nacionais, de acordo com os responsáveis pelo projeto. Mas ainda não foi o suficiente para entrar na Universidade de Tóquio, meta para a qual ainda resta uma longa caminhada.

Em física, o programa pontuou abaixo da média por conta de dificuldades com a linguagem, disse um porta-voz do instituto. A motivação para o desenvolvimento do produto é “aumentar a precisão das técnicas de inteligência artificial acumuladas até agora, e aprofundar nosso entendimento do pensamento humano”, segundo o site oficial.