Presença estável do Uber no Brasil derruba preço de alvarás para taxistas em até 50%

Avatar

Por Lucas Bicudo

13 de julho de 2016 às 16:35 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A briga entre Uber e Táxi ainda rende alguns bons capítulos por aqui e por lá. Mas a real é que o grande embate já passou e, por incrível que pareça, foi lá em 2014 que o serviço de caronas particulares desembarcou no Brasil. Recentemente tivemos até um executivo da Easy Taxi admitindo que o Uber abalou as estruturas de sua operação.

Hoje o Uber já tem uma bela de uma caminhada nas costas e está regulamentado em São Paulo, por exemplo. Com isso, os efeitos da inserção do novo modelo de negócios começam a ser vistos na relação da classe com as cidades. O preço dos alvarás, licenças emitidas pela prefeitura para os táxis rodarem legalmente, caiu entre 30% e 50%, segundo a Folha.

Na reportagem do jornal paulista, procuraram um alvará de táxi no mercado de transferências. Foi oferecido um veículo Ecosport com garantia de alvará por R$ 120 mil, 30% menos que o valor de R$ 170 mil que era cobrado no ano passado. Na visão da prefeitura, essa compra e venda não é mais considerada clandestina.

“Antes não podia transferir, e as transações envolviam contratos de gaveta, com a corrupção de agente público. Agora, desde que a transferência seja paga à prefeitura, é legal”, segundo Jilmar Tatto, secretário de transportes de São Paulo.

E isso não se restringe ao Brasil, que parece ter criado um fuzuê além do necessário em cima da chegada de plataforma. Essa redução também aconteceu em Nova York, onde o número de motoristas do Uber ultrapassou o número de táxis.

Hoje existem 34 mil alvarás ativos na cidade de São Paulo, contra pelo menos 10 mil motoristas registrados no Uber. Além do alvará, taxistas precisam obter o Condutax, um cadastro pessoal que habilita uma pessoa física a ser taxista – coisa que não é necessária para ser motorista do Uber.

Com o Uber o alvará é substituído por um treinamento pela própria empresa, que faz parte do processo de seleção. Além disso, motoristas precisam ter um seguro para Acidentes Pessoais de Passageiros no carro e comprar créditos de quilômetros para andar na cidade.

(via Tecno Blog)

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo!
É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]