Prefeitura de SP e RME realizam prêmio para empreendedoras mulheres

Da Redação

Por Da Redação

2 de dezembro de 2016 às 11:24 - Atualizado há 4 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Como toda a nossa sociedade, o mercado de tecnologia e startups é pouco diverso e inclusivo para minorias. Um sintoma disso é que apenas 18% dos fundadores de startups são do sexo feminino – em São Paulo, o número não passa de 13%, enquanto em Chicago, a cidade com  melhor índice, isso chega a 30%. Longe dos 50% esperados se o mundo fosse igual.

A falta diversidade é tão grande que a Prefeitura de São Paulo, através da Tech Sampa, e a Rede Mulher Empreendedora estão lançando um novo prêmio para estimular o empreendedorismo feminino – o Prêmio Mulheres Tech em Sampa. Com isso, esperam selecionar até seis startups lideradas por mulheres – desde que estejam desenvolvendo soluções inovadoras e com grande potencial para crescer.

Mulheres são igualmente empreendedoras por natureza, mas convivemos em uma sociedade que estimula a tomada de risco apenas pelos homens – e isso é extremamente prejudicial. “A verdade é que o empreendedorismo já faz parte do DNA de muitas mulheres, que lideram grande parte das micro e pequenas brasileiras. Entretanto, se faz necessário estimular a atuação das mulheres em setores de maior valor agregado e na geração de negócios de alto impacto”, destaca Thais Piffer, uma das coordenadoras da Tech Sampa.

Com isso, espera-se o fortalecimento do ecossistema empreendedor como um todo, já que o aumento de diversidade pode trazer novas preocupações que um ambiente pouco diverso não teria. “Essa é uma reflexão importante para todo o ecossistema brasileiro de startups, que deve estar atento à questão da diversidade, não só de gênero, mas também de raça. Mais mulheres e mais negros atuando no setor, gera mais inovação, já que traz diferentes perspectivas para o desenvolvimento de novas tecnologias”, completa Thais.

As startups que forem selecionadas pelo prêmio receberão mentorias tanto da RME quanto da rede da Tech Sampa, que é composta por agentes do ecossistema de startups de São Paulo. Além disso, receberão assessoria de imprensa, acesso a espaços de coworking e participarão de rodadas com investidores anjo. No programa, deverão fazer parte da “Casa das Empreendedoras”, espaço temporário que receberá as empreendedoras e suas equipes para atividades de imersão em desenvolvimento de negócio.

A startup que tiver o melhor desempenho ao longo do Programa ganhará uma viagem ao Vale do Silício, onde fará visitas a empresas inovadoras e receberão mentoria de especialistas. Essa é a terceira edição do prêmio, que superou mais de 100 projetos inscritos nas suas duas primeiras edições e já teve onze startups premiadas: Technovation Challenge, Rodada Hacker, Canal Girls in Tech, Startup in School, Mulheres 50+ em Rede, MariaLab, Curso Eu ProgrAMO,- PrograMaria, Academia Lovelace, Women up Games, PyLadies São Paulo e Circuito Meg Margadinoria de Tecnologia. Todas as vencedoras receberam mentoria da RME e apoio com assessoria de imprensa, sendo que dez destes projetos ainda receberam prêmio de R$ 10 mil para desenvolver as atividades.

As interessadas podem se inscrever até o dia 23 de dezembro através deste site. Podem participar da seleção startups com soluções inovadoras, lideradas por mulheres, que possuam protótipo da solução finalizado (ou em fase de desenvolvimento) e já esteja em fase de validação junto aos clientes. Além disso, as startups devem se comprometer a permanecer na cidade de São Paulo durante o período do programa e, ao menos, 50% da equipe precisa ter dedicação exclusiva ao projeto.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]