Porto Seguro reforça DNA de inovação e lança serviço de carro por assinatura

Avatar

Por Lucas Bicudo

5 de janeiro de 2017 às 16:13 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Porto Seguro acaba de anunciar o Carro Fácil, um modelo de negócio que funciona como um carro por assinatura.

A iniciativa entrega conveniência de rodar com um carro novo, sem ter a necessidade de investir na aquisição de um, que convenhamos: não é nada barato aqui no Brasil.

Com ele, você paga uma mensalidade e a seguradora se encarrega dos demais processos, como documentação e seguro.

“Há tempos que a aquisição de um carro deixou de ser um investimento, sobretudo se calcularmos os juros de financiamento e a desvalorização.  Estamos vivendo o começo de uma mudança de comportamento do ter para o usar”, comenta Marcelo Rosal, gerente do Porto Seguro Carro Fácil.

A contratação pode ser realizada por meio dos corretores que operam com a Porto Seguro ou pelo site.

“A aceitação é positiva, principalmente para profissionais liberais e empreendedores que precisam do carro no dia a dia, nos trajetos pela cidade e municípios vizinhos. Outro fator apontado foi o empacotamento de todos os custos rateados nas mensalidades do contrato, pagas com cartão de crédito, o que gera maior controle de despesas”, continua.

A inovação está cada vez mais intrínseca no DNA da Porto Seguro. A seguradora tem entrado no mundo das startups com bastante assertividade através da Oxigênio, sua aceleradora.

O programa é realizado em parceria com a aceleradora americana Plug and Play Tech Center, com sede no Vale do Silício, o que permite que as empresas realizem parte do processo no Brasil e a outra parte nos EUA.

Lançado em setembro de 2015, o hub oferece um laboratório de tecnologia com equipamentos de última geração para auxiliar os empreendedores nos testes de seus protótipos, que podem ser incorporados pela empresa.

(via Revista Apólice)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]