Pfizer seleciona três startups brasileiras de saúde através de Desafio

Da Redação

Por Da Redação

3 de outubro de 2016 às 12:59 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

135 startups de medtech se inscreveram para o Desafio Pfizer 2016, mas a gigante selecionou três: Soul Vox, Anestech e Laura Networks. Elas foram anunciadas na semana passada, durante o Hospital Innovation Show, em São Paulo.

O alto nível da competição mostra o potencial que o Brasil tem para startups neste setor. “Percebemos que o setor de saúde digital no Brasil vem crescendo bastante. Projetos como esses que recebemos no Desafio Pfizer são extremamente importantes e por isso acreditamos que devemos apoiar no desenvolvimento dessas ideias. A inovação está no DNA da Pfizer”, afirma Vagner Pin, diretor comercial da Pfizer e líder na área de Multi-Channel Marketing da Pfizer.

A Soul Vox foi a vencedora na categoria Early-stage (em fase inicial de desenvolvimento). A startup tem o objetivo de humanizar a comunicação assistida, promovendo a autonomia do usuário. Ela o faz através de uma solução integrada que devolve a voz àquelas pessoas que não podem falar.

A Laura Networks foi a vencedora na categoria “Commitment”, que agregava empresas já constituídas, com solução em beta. “Laura” é o produto da companhia: um robô capaz de monitorar de forma inteligente as condições dos pacientes e detectar precocemente possíveis casos de sepse – uma resposta desregulada do seu corpo em relação à uma infecção.

Já a Anestech ganhou a categoria Scalling, para produtos finalizados e em crescimento expressivo no número de clientes. A companhia é uma plataforma mobile de suporte à decisão para anestesistas durante cirurgias.

Para a escolha das vencedoras, as startups passaram por uma banca multidisciplinar formada por executivos da Pfizer, da aceleradora focada em startups de saúde Berrini Ventures, de grandes hospitais e investidores do setor de saúde.  As três vencedoras receberão mentoria de executivos da Pfizer do Brasil e dos Estados Unidos, de outubro a dezembro, e também participarão da aceleração da Berrini Ventures que se inicia em outubro e vai até janeiro.

Entre os mentores do prêmio estão Maria Lanzarone (diretora de Produto para a América Latina da Pfizer Inc), Sílvio Ferrari (diretor de Marketing e Vendas da Área Hospitalar da Pfizer Brasil), Eurico Correia (Diretor Médico da Pfizer Brasil) e Fernando Cembranelli (CEO da Berrini Ventures).

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!