Outbound Marketing

Saiba o que é o Outbound Marketing e como avaliar se ele é bom ou não para a sua startup

Avatar

Por Erica Queiroz

4 de abril de 2016 às 12:06 - Atualizado há 4 anos

O outbound marketing, também conhecido como marketing de interrupção, geralmente causa polêmica quando é discutido, pois muitos acham-no antiquado, tendendo ao desuso, e outros continuam defensores fervorosos do mesmo.

Vou fazer uma breve introdução sobre o inbound marketing para poder compará-lo ao outbound marketing.

O inbound marketing, também conhecido como marketing de permissão, é aquele que não  desvia quem está fazendo uma determinada busca de seu caminho. Ele chega naturalmente, sem interromper, ganhando a atenção do visitante e oferecendo algo em troca, como informação útil, por exemplo. Deste modo, os leads obtidos são mais qualificados.

Já o outbound marketing é o que interrompe o percurso de seu alvo, como aquela propaganda no intervalo de um filme ou de uma novela na TV aberta, um pop-up que surge no meio de sua leitura virtual, um anúncio que aparece entre as fotos daquelas pessoas que você segue no Instagram, entre outros, podendo ser bastante inconveniente. Pior ainda seria alguém batendo à sua porta vendendo algum produto (quem se lembra das enciclopédias e produtos de beleza?) ou ligando para a sua casa às 21h30, para oferecer um produto ou serviço pelo qual você não tem o menor interesse.

Muita gente me pergunta qual deles é melhor para uma empresa. Não existe uma reposta correta para isso, pois muitos fatores devem ser levados em consideração na escolha, principalmente no caso de startups, em que, por um lado, o budget é pequeno (o que não contribui para o outbound marketing) e, por outro, pode ser muito trabalhosa e longa a geração de conteúdo suficiente para que a empresa seja naturalmente encontrada (inbound marketing).

No entanto, apesar de muitas controvérsias, o outbound marketing ainda pode gerar resultados positivos para uma empresa. Muitas delas não podem esperar um tempo razoavelmente longo para que os clientes as encontrem naturalmente, numa atitude passiva, devendo adotar uma atitude mais proativa na busca por clientes.

Mesmo que você queira fazer anúncios de posts do seu blog ou páginas do seu site, cujos conteúdos poderiam ser considerados inbound marketing, ainda assim estes anúncios seriam parte do outbound marketing. E hoje eles são muito importantes para empresas que estão em processo inicial.

Além de ter algumas formas de veiculação mais antiquadas, um dos maiores problemas do outbound marketing é o seu valor. Ele pode ser muito alto, quando comparado a outros tipos de investimentos em marketing. Pense no custo de propagandas em rádio e TV, por exemplo, participações em feiras e eventos (imagine um espaço em que o m2 custe a partir de 5 mil reais!), material de divulgação impresso – que, muitas vezes, vai direto para o lixo e as pessoas nem olham o seu conteúdo… Na maioria dos casos, a relação custo X benefício não compensa, principalmente para uma startup. No entanto, pense numa startup do setor agrícola, B2B, a título de ilustração. É muito provável que, em algum momento, ela tenha que estar presente com um estande, materiais promocionais, banners etc., num evento do setor. Porque esta deve ser uma das melhores formas de atingir o seu público-alvo. Ou você consegue imaginar uma empresa recebendo várias encomendas de uma máquina agrícola devido a um anúncio feito no Facebook?

Por outro lado, uma startup que possa ser divulgada pelo Google Adwords ou pelo Facebook Ads (ou Anúncios do Facebook, em português), por exemplo, pode ter uma enorme alavancagem inicial se conseguir falar diretamente com o seu público-alvo. Um anúncio bem feito ou uma imagem bacana com uma chamada interessante ou um infográfico… Pode até viralizar e trazer benefícios inimagináveis para o seu negócio.

Vale ressaltar – algo em que eu insisto muito – que é muito importante o uso da criatividade. Tomos sabemos que um dos maiores problemas de uma startup é a falta de dinheiro para investir no início das operações. Portanto, a criação de conteúdo otimizado e anúncios criativos, com pouca verba, podem, em conjunto, trazer um ótimo resultado à sua empresa.

Assim, faça um estudo detalhado de como será o marketing da sua startup, quanto do seu budget será investido em inbound e em outbound marketing, e sempre teste algumas opções para ver qual trará mais resultados para o seu negócio, otimizando também os seus investimentos.