O mercado está enlouquecendo, será que existe uma bolha de startups?

Da Redação

Por Da Redação

31 de julho de 2015 às 11:09 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

SÃO PAULO – Você já ouviu falar de uma bolha no mercado de startups? Algumas vezes as pessoas fazem esse alerta, citando empresas que possuem valuations gigantescos, como o Airbnb e o Uber (que mesmo encrencado, já vale tanto quanto a Petrobras).

O mercado está pagando muito por negócios que não valem a pena? Um investidor europeu ouvido pelo Business Insider admite que sim – mas diz que não existe bolha. A empresa dele está participando ativamente do mercado, levantando dinheiro para as companhias que ele investiu, enquanto o “sol está brilhando” e o mercado está favorecendo as startups. 

Em outras palavras, é hora de levantar dinheiro para sua empresa. Ele conta uma história que mostra como o momento está: uma vez, uma empresa que ele havia investido estava tentando buscar uma nova capitalização. Na mesa após o pitch, juntaram-se sete investidores e quatro deles fizeram ofertas, cada um pagando mais que o outro. 

Do nada, surge um oitavo investidor e dobra o valor da empresa. Ou seja, se antes eles estavam tentando levantar US$ 10 milhões por 10% da companhia – que considerava que a empresa valia US$ 100 milhões, esse investidor oferecia a mesma quantia, mas levaria apenas 5% da empresa, fazendo o valor dela pular para US$ 200 milhões. 

Um mercado com valuations tão díspares é um mercado distorcido – mas uma distorção que está favorecendo as startups, não prejudicando-as. Para ele, não é uma bolha, já que enormes mudanças estão acontecendo para os mais diversos setores da economia – e quem conseguir acertar cada mudança gerará um negócio realmente grande. 

No momento, o mercado de startups é um dos poucos no mundo que realmente estão dando dinheiro para os investidores, já que os juros estão em níveis muito baixos globalmente e os mercados acionários não estão em alta. Por conta disso, tem atraído muito dinheiro de fundos e bilionários que não investiam em startups anteriormente – e não sabiam muito bem as dinâmicas deste segmento.