O Google quer tirar seu sangue (literalmente)

Avatar

Por Paula Zogbi

9 de dezembro de 2015 às 15:46 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

No último dia 3, quinta-feira, o Google registrou a patente de um produto um tanto diferente do que costuma fabricar: um coletor de sangue que não necessita de agulha, e que usará um dispositivo parecido com um smartwatch para analisar informações.

Para coletar o sangue, o próprio paciente pressiona a “pulseira” e aperta um botão, que faz com que uma micropartícula perfure a pele – de maneira imperceptível – e colete apenas uma gota de sangue. O documento mais detalhado pode ser lido neste link.

A ideia é facilitar alguns exames como a medição do nível de glicose no sangue de uma pessoa: neste sentido, os diabéticos seriam os mais beneficiados. Nem sempre a abertura de uma patente significa que um produto será criado, mas, caso seja de fato lançada, a ferramenta pode ser mais um passo em direção à automação de cada vez mais processos do dia-a-dia.