"Nem leio o que os analistas dizem", afirma CEO da Apple

Avatar

Por Paula Zogbi

17 de novembro de 2015 às 10:21 - Atualizado há 5 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Em uma visita à Irlanda na semana passada, o CEO da Apple, Tim Cook, disse ao Irish Independent que não presta atenção ao que os analistas falam sobre a gigante de tecnologia.

A entrevista dizia respeito principalmente aos produtos da empresa e sua presença no país, e a pergunta que desencadeou a “bomba” foi sobre a perspectiva de alguns analistas sobre sinais de que o desempenho de vendas de produtos da Apple não está indo tão bem. Além dealfinetar ao afirmar que “nem olha o que os analistas dizem”, Cook disse estar otimista sobre as vendas dessa temporada de fim de ano e que a empresa “vendeu muitos” relógios inteligentes desde o lançamento em junho.

Entretanto, o público em geral ainda não parece ter caído nos encantos do Apple Watch – o que não tira o sono de Cook, de acordo com a publicação irlandesa. “Eu sinto confiança de que vamos vender muito. Anunciamos novas capas e pulseiras em setembro, juntamente com a nova versão do sistema operacional, que já estamos entregando”, disse o CEO.

No terceiro trimestre, o lucro da companhia surpreendeu positivamente, com crescimento de 31% e novo recorde . Mesmo assim, analistas vem tendo dificuldades para chegar a uma previsão para o último trimestre do ano, já que a Apple se recusou a divulgar os números das vendas do Apple Watch desde o lançamento do gadget, por ser uma “informação competitiva”, segundo Cook – o que alguns nomes importantes do mercado acreditam ser um mau sinal.