Microsoft manda embora metade da equipe de um dos seus projetos mais importantes

Avatar

Por Paula Zogbi

1 de dezembro de 2015 às 15:13 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Um dos projetos mais inovadores da Microsoft acaba de demitir 30 pessoas, de acordo com o site israelense de notícias Ynet via Business Insider.

A publicação afirmou que a equipe que está trabalhando na produção dos óculos de realidade aumentada HoloLens perdeu 60 membros, entre as 30 demissões e outros 30 funcionários realocados dentro da companhia – mas não se sabe para onde. Todas as posições estavam dentro da área de engenharia, o que significa que estavam diretamente ligadas ao design e produção do aparelho.

Os óculos HoloLens são dispositivos de realidade aumentada vendidos por US$3.000, cujos maiores concorrentes são os produtos da Oculus VR, comprada em 2014 pelo Facebook – que já afirmou ter muitos planos envolvendo este tipo de tecnologia.

A Microsoft escreveu um comunicado sobre as movimentações, mas não deixou claro se outras áreas do projeto serão afetadas, nem os motivos que fizeram a empresa tomar essas decisões. Os funcionários que serão realocados têm um mês para decidir em que área da companhia querem passar a trabalhar.

Desde meados de 2014, o CEO da Microsoft Satya Nadella tomou a decisão de realizar cortes significativos três vezes. O primeiro, de 18.000 funcionários no ano passado; depois mais 8.000 em julho deste ano e, por último, mais 1.000 cortes em outubro de 2015, segundo o Business Insider.