Mercado Livre lança sistema de gestão para empreendedores

Avatar

Por Lucas Bicudo

8 de fevereiro de 2017 às 16:33 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Mercado Livre lança hoje (08), para micro e pequenos empreendedores, um sistema de gestão (ERP) que os permitirá organizar e profissionalizar suas operações. O sistema, que recebe o nome de Mercado Back Office Express, é o principal resultado da aquisição da empresa KPL Soluções, realizada dois anos atrás, que previa o desenvolvimento de um produto que apoiasse vendedores com volume de cerca de 300 vendas por mês.

A plataforma é gratuita e, nesta fase inicial, está disponível para quem atua no Mercado Livre. Em uma segunda fase, uma versão do Express será oferecida também ao e-commerce brasileiro como um todo, atendendo lojas online próprias e outros marketplaces.

O ERP oferece ferramentas que automatizam as etapas de recebimento de pedidos; emissão de nota fiscal e cálculo de impostos; controle de fluxo de caixa; controle de estoque; conferência de pedidos e emissão de etiqueta de postagem.

Com essas fases automatizadas, o empreendedor terá uma economia média de tempo de 75 horas por mês. Segundo estudos realizados pelo próprio Mercado Livre, um pequeno empreendedor chega a gastar o equivalente a 10 dias no mês para fazer a gestão de suas vendas. Com o Express, esse tempo é reduzido para o que equivale a um dia no mês. Outra vantagem é a redução de erros humanos durante a operação, evitando retrabalho, custos extras, trocas ou devoluções de produtos.

“Temos pesquisas que mostram que a demanda por tecnologia de gestão entre os vendedores pequenos é enorme. E os pontos críticos para eles são o controle financeiro e o de estoque. Se essas duas partes não caminharem bem, todas as outras ficam comprometidas, dificultando um crescimento sustentável”, afirma Renato Pereira, o executivo à frente dessa nova área.

Outro objetivo é dar ao vendedor mais tempo para atender seus clientes, negociar com novos fornecedores e, sobretudo, se planejar mais. “Na ponta, o consumidor final é o grande beneficiado, porque vai contar com uma melhor experiência de compra”, completa.

“Os micros e pequenos empreendedores do Mercado Livre já vem registrando crescimento médio de 41% ao ano, de acordo com as últimas pesquisas encomendadas pela companhia ao Ibope Conecta. Ou seja, são lojistas extremamente competentes. Esperamos ajuda-los a conquistar percentuais de crescimento ainda maiores”, faz coro Helisson Lemos, presidente do Mercado Livre no Brasil.

Oferecer um ecossistema forte de serviços para o e-commerce é um dos principais fatores do crescimento da companhia no país – que foi de cerca de 60% nos últimos três trimestres de 2016. “São esses serviços que melhoram constantemente a experiência de comprar e vender no marketplace do Mercado Livre. Vendedores de todos os portes e segmentos têm acesso ao ecossistema, e quem ganha com isso, no final, é o consumidor”, finaliza.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]