Maior evento do Brasil, CASE 2016 reuniu 6.500 pessoas em São Paulo

Da Redação

Por Da Redação

11 de novembro de 2016 às 11:33 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A terceira edição do CASE, conferência anual da Associação Brasileira de Startups, juntou 6.500 pessoas no Anhembi, em São Paulo nos dias 7 e 8 de novembro deste ano. A Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo consolidou-se como o maior evento do setor na América Latina, gerando várias oportunidades para os empreendedores presentes ampliarem os seus conhecimentos, compartilharem suas ideias e fazer muito networking.

A Case recebeu mais de 50 palestrantes nacionais e internacionais, divididos em quatro grandes temas, escolhidos depois de uma pesquisa: Gestão de Produtos, Vendas, Internacionalização e Investimento. Logo após a abertura oficial do primeiro dia, Marcio von Muhlen, do Dropbox, iniciou a sequência de apresentações sobre gestão de produtos. Utilizando cases da empresa, Marcio deu algumas dicas de como uma startup deve lidar com seu produto.

Já no fim da manhã, Gabriela Rojas, do Nubank – a principal startup de fintech do Brasil -, explicou as estratégias da empresa para escalar o produto da empresa, um cartão de crédito sem anuidade, que tem mais de 4 milhões de pedidos para cadastro. Logo depois, JD Peterson, do Trello, mostrou como a startup utilizou técnicas de vendas para passar de 4 para 17 milhões de usuários em apenas dois anos.

Completando o primeiro dia, a CASE contou com Neil Patel, uma das maiores referências mundiais em marketing digital, explicando como as startups podem aumentar a audiência de seus canais digitais e transformar o público em cliente. E por fim, temas como inside sales, vendas complexas e o papel do vendedor também foram discutidos na plenária.

Segundo dia

O segundo dia da Case teve início com uma série de apresentações sobre internacionalização. Fabrício Bloisi, da Movile, contou como sua empresa saiu de um pequeno escritório em Campinas e se tornou um grande player global, com presença na China, EUA e América Latina. Pouco depois, Chris O’Neil, da Evernote compartilhou a trajetória da sua startup (uma das mais bacanas ferramentas de produtividade) e como a empresa trabalha com a internacionalização de seu produto.

Já o último bloco temático do evento foi sobre investimentos. Max Oliveira, da MaxMilhas, abriu as apresentações explicando as vantagens e dificuldades de utilizar o bootstrapping para crescer. Próximo ao encerramento do evento, Pedro Sorrentino, da FoundersClub, deu dicas aos empreendedores de como conseguir investimentos no mercado norte-americano.

Premiação

Por fim, o evento se encerrou com o Startup Awards, premiação que elegeu os principais agentes do ecossistema de startups divididos em 12 categorias. Os vencedores deste ano foram InovAtiva (melhor aceleradora), Dialetto (melhor assessoria de imprensa), Natalie Witte (melhor assessoria jurídica), Google Campus (melhor coworking), Méliuz (melhor equipe fundadora), Monashees (melhor fundo de investimento), Camila Farani (melhor investidor anjo), Startup SC (melhor comunidade de startups), Rafael Assunção (melhor mentor), Revista Exame (melhor reportagem sobre startups), UFSC (melhor universidade para empreendedores) e Méliuz (startup do ano).

Além de toda programação na plenária principal, esse ano o CASE teve também uma área adicional de conteúdo. No “Palco Hack”, assuntos como Agtechs, marketing, comunicação, fintechs, educação, aceleração e outros temas foram debatidos por especialistas de cada segmento.

“Pelo terceiro ano consecutivo, o CASE 2016 foi um grande sucesso. Assim como as startups, nós também estamos crescendo em ritmo acelerado e queremos quebrar ainda mais barreiras nos próximos anos. O ecossistema de startups precisa de eventos como esse, com muito compartilhamento de ideias, networking e aprendizados. Tenho certeza que quem participou do CASE saiu com novas ideias, novos contatos e uma motivação maior para impulsionar sua startup”, finaliza Rafael Ribeiro, Gerente Executivo da ABStartups.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]