Juiz determina o bloqueio do Facebook no Brasil por descumprimento da lei

Da Redação

Por Da Redação

10 de outubro de 2016 às 11:00 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Novamente a tecnologia está sob ataque da justiça brasileira. Desta vez, um juiz de Santa Catarina, Renato Roberge, juiz eleitoral de Joinville, ordenou nesta segunda que a rede social fosse retirada do ar por 24 horas por desobedecer uma ordem judicial em todo o Brasil.

Na decisão ele destaca que a empresa se recusou a tirar do ar um perfil falso que atacava Udo Döhler, candidato à prefeitura da cidade pelo  PMDB. Renato também exige que a rede social revele o IP do administrador. “Não há dúvida alguma de que o perfil tratado nestes autos está à margem da legislação eleitoral vigente, pois claramente criado para o fim de infirmar o candidato representante”, mostra a decisão.

A decisão foi encaminhada para Anatel para que seja encaminhada para as operadoras e seja feito o bloqueio. De acordo com reportagem do Olhar Digital, o Facebook já cumpriu com o requerido e não deve sair do ar.

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!