Israel – Nação Investidora!

Por que Israel é uma mudança na maneira de decidir como investir com capital de risco? Não só por ter construído uma indústria de capital empreendedor em menos de 30 anos. Não só por ser um dos países que mais tem startups que chegam a IPOs nos Estados Unidos. Não só por ter criado o Waze e mais uma dúzia de startups que usamos todos os dias. Por que então?

Avatar

Por Maria Rita Spina Bueno

16 de fevereiro de 2016 às 11:30 - Atualizado há 4 anos

Conhecer o ecossistema de Capital Empreendedor de Israel é uma experiência que muda paradigmas.

Esta é uma frase forte, mas muito verdadeira para mim e para todos que foram à Israel na última Missão que nós, Anjos do Brasil em conjunto com Abvcap,  ApexBrasil e Missão Econômica do Consulado de Israel em São Paulo, organizamos para este país.

Por que Israel é uma mudança na maneira de decidir como investir com capital de risco? Não só por ter construído uma indústria de capital empreendedor em menos de 30 anos. Não só por ser um dos países que mais tem startups que chegam a IPOs nos Estados Unidos. Não só por ter criado o Waze e mais uma dúzia de startups que usamos todos os dias. Por que então? São muitas as respostas, como você pode ler no livro Startup Nation, de Dan Senor e Saul Singer, uma das pessoas com quem nos encontramos durante a Missão. Talvez tudo possa ser reunido no conceito de chutzpah, uma expressão sem tradução e difícil de explicar.

Chutzpah é uma palavra em ídiche que indica audácia, gana, garra, vontade de fazer. Isto se reflete no ecossistema empreendedor em uma postura direta, clara, e voltada ao crescimento internacional. Global desde o primeiro dia, é assim que os empreendedores constroem seus projetos. Vemos que esta postura faz diferença quando olhamos os números de Israel, um dos menores países do mundo, com menos de 70 anos de fundação, tem o terceiro maior número de empresas listadas na bolsa americana Nasdaq, à frente de Reino Unido, Alemanha, Japão e França. Só perdem para os Estados Unidos e China!

Aprender e criar conexões com os ecossistemas mais dinâmicos e inovadores do mundo é um dos pontos relevantes para o fomento ao investimento em capital empreendedor no Brasil. É por isto que fomos para Israel o ano passado e vamos novamente este ano. Se quiser conhecer mais, e ir conosco, consulte informações aqui.