Investir em startups através de sindicatos minimiza os riscos? Leia o artigo de João Kepler

Avatar

Por João Kepler Braga

12 de agosto de 2015 às 09:48 - Atualizado há 5 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Para começar é importante explicar que Sindicato ou Syndicate é uma forma de co investimento. Participar de Sindicato é se juntar um grupo de investidores para aproveitar oportunidades de investimento, compartilhar os riscos e benefícios de negócios ou até mesmo uma carteira de negócios. Muito comum no ramo imobiliário, se expande para o Investimento em startups e negócios inovadores. Uma tendência crescente nos Estados Unidos e na Europa, este sistema permite que os Investidores tenham prioridade para participar de negócios interessantes na carteira de investimentos um Líder, os chamados âncoras ou deal leaders.

O modelo mais conhecido no mundo é o AngelList ( angellist.com ), onde centenas de Investidores apresentam ofertas e oportunidades em seus sindicatos. Um dos mais prestigiados e conhecidos é o da  aceleradora 500 Startups https://angel.co/500startups/syndicate.

No Brasil, a Plataforma Broota ( www.broota.com.br ) abriu recentemente a possibilidade de Sindicatos no modelo equity crowdfunding realizando ofertas Públicas de Startups com dispensa de registro autorizada pela CVM (Comissão Valores Mobiliários).

Eu por exemplo, aceitei o desafio da Plataforma Broota e montei meu SINDICATO que é um canal onde levo oportunidades para investidores que tiverem interesse em ser meus apoiadores e co-investirem comigo, sem obrigatoriedade. A soma de todo apoio de investidores em um Sindicato se torna a capacidade de investimento daquele grupo que pode investir em um único negócio ou em vários. Veja o meu Sindicato aqui: http://www.broota.com.br/usuarios/joao-kepler-braga/sindicato

Mas por que se juntar ao Sindicato do João Kepler, por exemplo?  Para diminuir riscos pelo track record e assertividade do Líder. Seguir a minha tese de investimento e minha experiência em liderar co-investimentos em Startups como aconteceu com a startup Trakto (www.trakto.io), 33/34 (www.33e34.com.br), Hand Talk (www.handtalk.me), entre muitas outras. São mais de 30 startups no meu portfólio, muitas delas com valuation já multiplicado em mais de 10x.

Um outro benefício de investir através de um sindicato é participar das melhores oportunidades em primeira mão, além de ter as opções de retorno e de saídas muito mais claras.  Até porque o Líder do Sindicato, deve manter um bom relacionamento com o mercado, super angels, fundos e VCs, além de grandes corporações e especialistas em M&A para futuras aquisições das startups investidas e para novas rodadas de investimentos.

Então, investir em Startups através de sindicato, o risco é minimizado? Se escolher certo o Sindicato, a resposta é SIM. Se você é um investidor, participe desta forma inteligente de investir em startups.