A importância da honestidade no Marketing

Avatar

Por Isabella Câmara

22 de fevereiro de 2017 às 14:37 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Quando as pessoas me perguntam em quais empresas me inspiro, muitas se surpreendem quando digo que a Pixar está na lista, e mais ainda, ela está entre as 5 principais para mim.

O motivo disso é que sempre fui apaixonado por boas histórias e quando falamos em historytelling ninguém supera a Pixar, pelo menos não em minha opinião. Eles conseguem te fazer criar empatia e torcer por um guarda chuva azul no meio da chuva, eles fazem a história de um peixe palhaço parecer um thriller de ação, que não só consegue entreter crianças, como criar uma experiência incrível par adultos.

Por conta dessa inspiração, eu sempre busco levar os conceitos de historytelling para o marketing nos negócios em que trabalho, porém isso é uma faca de dois gumes.

Pessoas gostam de histórias, e contar boas histórias na hora de construir um relacionamento com seus clientes ajuda e muito a vender. O grande problema é quando as histórias acabam se tornando somente isso: histórias.

O historytelling é uma técnica para organizar a apresentação das suas ideias, da mensagem que precisa ser passada, de forma que ela seja mais envolvente e convincente, mas é importante nunca criar uma história falsa.

Problemas de confiança

O primeiro sinal negativo e claro do fake historytelling no marketing, é o dano a sua marca.

A confiança é algo difícil de ser conquistado, leva-se anos, porém você pode perder tudo o que ganhou em menos de 1 dia, basta uma ação de marketing malfeita, que frustre os seus clientes e pronto, anos de trabalho jogados fora.

Não é raro encontrarmos pessoas e empresas que mentem sobre aquilo que fizeram, fazem e podem fazer como uma forma de atrair maior atenção do mercado.

De certa forma, todos aumentamos um pouco aquilo que fazemos, usamos palavras bonitas e floreios, e por isso mesmo, o público de maneira geral possui uma certa tolerância para coisas assim, mas ainda é preciso tentar ao máximo reduzir esse tipo de comportamento.

Recentemente no mundo empreendedor vimos o que ampliar seu currículo pode fazer com o nome de uma pessoa, mesmo quando você já é famoso e estabelecido.

E depois de uma grande queda, poucos conseguem se reerguer.

Problemas legais

Um segundo ponto que torna a honestidade no marketing ser importante são os riscos legais.

No Brasil a propaganda enganosa é crime tipificado em lei e marcas como a Diletto e Sucos do bem já foram processadas ao contar histórias falsas para atrair maior atenção do público.

Ao contar uma história falsa, ou omitir informações importantes, você pode potencialmente induzir o seu cliente ao erro, em uma situação em que isso traga prejuízos financeiros, ou estimule uma compra que de outra forma não seria feita, isso pode gerar problemas legais sérios para o seu negócio.

Além disso, o próprio cliente pode te processar em casos assim. Imagine ter que lidar com dezenas de milhares de processos de clientes furiosos por terem sido enganados.

Mesmo que você vença os processos, somente o tempo e os custos com advogados, já serão um prejuízo considerável.

Problemas morais

E por fim, temos agora o ponto mais subjetivo de toda a questão.

Steve Jobs uma vez disse que “Marketing é sobre valores. ”, o marketing do seu negócio será um reflexo dos valores que você quer transmitir.

E nesse momento não estou falando de “mentir” ao se colocar como o “O melhor software de X para a sua empresa. “, se você acredita ser, ótimo, você está correto em se vender dessa forma.

O grande problema é quando você começa a prometer coisas que são impossíveis.

No mundo das startups e do marketing digital, as promessas de ganhos gigantescos e rápidos são frequentes e geram criticas, mas ao mesmo tempo, iludem milhares de pessoas todos os dias.

Recentemente, comecei a trabalhar com uma empresa de consultoria financeira e pude perceber que situações assim existem em outros segmentos, na verdade, existem em todos, e cabe a você enquanto empreendedor fazer o balanceamento do que está disposto a fazer.

Lembre-se sempre, que o seu marketing é um reflexo dos seus valores e por consequência, um reflexo seu.

Conclusões

O marketing é uma ferramenta poderosa que quando alinhado ao storytelling é imensamente potencializado, aumentando a capacidade de negócios ampliarem sua presença e vendas, mesmo que com um orçamento pequeno para isso.

O grande risco é quando isso começa a ser feito se baseando em mentiras ou desinformações, causando riscos não só a sua marca, também ao futuro financeiro da sua empresa, que pode sofrer com ações penais e queda nas vendas devido a perda de confiança do mercado.

Lembre-se sempre de ser honesto com seus clientes e com o seu marketing, mesmo que isso possa significar menos vendas, pois no longo prazo, isso também significa menos problemas.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]