HackBrazil promove competição de startups esse fim de semana em Boston

Avatar

Por Isabella Marques

6 de abril de 2018 às 14:25 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A HackBrazil é uma iniciativa da Brazil Conference at Harvard & MIT, cuja missão é unir brasileiros de diversos setores pra que esses possam fazer a diferença no Brasil. O propósito é acelerar ideias e startups que possam vir a oferecer soluções tangíveis para grandes problemas nacionais.

Esta iniciativa nasceu em 2016 criada por alunos do próprio MIT que visavam conectar o ecossistema de inovação das melhores escolas do mundo com a realidade brasileira. Partindo desse princípio criaram uma competição que estimulasse a transformação da realidade brasileira através da tecnologia e inovação. A primeira edição contou com 329 inscritos de todo o Brasil e os dois vencedores receberam mil dólares cada para a iniciação de seus respectivos projetos.

Com 572 equipes inscritas esse ano, as equipes e projetos já passaram pela fase de ideação e desenvolvimento. Das mais de 500 inscritas apenas 100 delas foram selecionadas para enviarem um pitch de 60 segundos em formato de video. Em seguida, 25 delas foram escolhidas para a próxima fase, onde trabalharam com mais de 40 mentores no desenvolvimento de seu projeto. 

A fase final, que acontecerá esse fim de semana em Boston, consiste na apresentação das 5 equipes finalistas. Com todas as despesas de viagem pagas elas foram convidadas para virem à Brazil Conference at Harvard & MIT fazerem o seu pitch. A equipe vencedora levará $50 mil dólares para realizar o desenvolvimento do seu projeto.

Conheça os 5 projetos finalistas de 2018:

CromAI (SP): tecnologia para ajudar o agricultor a detectar ervas daninhas por processamento de imagem em plantações de cana-de-açúcar.

Inovação Tecnológica (PB – Faculdade Maurício de Nassau de Campina Grande): o Tijopor é um tijolo de construção civil, que tem o isopor reciclável como matéria prima e que não passa pelo processo de queima como o tijolo comum, resultando em um material duplamente sustentável e com baixo custo de produção. 

IP (DF): Atrium é uma solução de inteligência artificial para que escritórios de advocacia que atuam junto aos Tribunais de Justiça, consigam informações estruturadas, de forma rápida, sobre a atuação dos magistrados.

WayCarbon (MG): o LicenTIa é uma plataforma para facilitar o licenciamento ambiental no Brasil, permitindo o acesso a outros estudos de impacto e informações públicas relacionadas, além de permitir que o processo seja analisado on-line pelos órgãos ambientais. 

TopDown (SP): o aplicativo Milênio Bus foi desenvolvido para otimizar a mobilidade urbana de transporte público, informando para os usuários o local do veículo e quantos passageiros tem em cada um, em tempo real. 

 

Qual time será que vai levar o prêmio ? Confira na próxima semana a entrevista completa com a equipe vencedora!