Garagem de 16 m² no Vale do Silício está a venda por US$ 1,98 milhão

Avatar

Por Júlia Miozzo

12 de novembro de 2015 às 11:02 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Uma pequena garagem em Palo Alto, no Vale do Silício, está à venda por US$ 1,98 milhão. “Empolgante oportunidade de construir sua casa dos sonhos no charmoso bairro de Barron Park. Ruas quietas em uma comunidade estabelecida”, diz o anúncio, que ainda reforça que a propriedade é próxima das escolas de Palo Alto, da universidade de Stanford e da Califórnia Avenue.

A casa, de 1930, é equivalente a uma garagem para dois carros e conta com um quarto e um banheiro – uma área de 16 metros quadrados, segundo o Market Watch. E, por menor que seja, a propriedade já recebeu oferta de um comprador.

Se a casa for vendida pelo preço anunciado, o preço por metro quadrado seria de US$ 123.750, um preço ainda maior do que a imobiliária mais cara de Manhattan, em que algumas coberturas de condomínio com vista para o Central Park foram vendidas por US$ 100 milhões.

O que faz com o que o preço da “garagem” seja tão alto é o grande número de empresas de tecnologia que a área abriga, como Tesla, Skype e Hawlett-Packard, além de estar em uma distância andável da Universidade de Stanford. Com o estouro do mercado de startups e tecnologia nos últimos anos, principalmente no Vale do Silício, o dinheiro fluiu e deixou o mercado imobiliário muito caro na região. 

Mas não é mal negócio: o terreno é grande e consegue suportar uma casa de mais de 250 m². Levando em conta que uma casa de mais de 240 m² está sendo vendida por US$ 3,2 milhões e o custo de construção seria em cerca de US$ 600 mil, talvez a garagem consiga ser uma barganha, depois de tudo.