Entrevista: CEO da startup que integra serviços financeiros com o Facebook

Avatar

Por Mariana Rodrigues

29 de agosto de 2017 às 13:13 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Fundada em Caracas, na Venezuela, e atualmente com matriz em Miami, a NovoPayment quer trazer soluções de pagamentos para-bancarizados e não-bancarizados na América Latina. A fintech tem atuação em vários países na região, inclusive no Brasil. Um de seus produtos, por exemplo, é a integração de serviços financeiros para o messenger do Facebook.

Acompanhe abaixo a entrevista da Let’s Talk Payments com a CEO da companhia, Anabel Perez.

Como você entrou neste negócio?

Anabel Perez: Começamos em 2004, criando tecnologias para apoiar os gerentes de companhias na América Latina, principalmente em torno de gerenciamento de caixa, pagamentos em massa, entre outras questões que enfrentam a penetração limitada de pagamentos eletrônicos. Tivemos que superar muitas lacunas na cadeia de valor dos serviços financeiros com nossos próprios investimentos em desenvolvimento e infra-estrutura de rede, integrações globais e locais etc.

Quais foram as suas maiores lições ao longo do caminho?

AP: nossos anos de experiência trabalhando nas Américas nos ensinaram a importância de ter uma abordagem holística para resolver os problemas do cliente. Também a ser suficientemente ágil no nosso modelo de negócios e entrega para abordar pontos de dor mais estreitos em diferentes mercados.

Para você, quais são os principais desafios para um FinTech na América Latina?

AP: Os principais desafios são os três seguintes:

  • Mercados fragmentados: diferentes moedas, regulamentos, redes e cultura empresarial.
  • Uma infra-estrutura de pagamentos e serviços financeiros subdesenvolvidos e um pouco fechada. Quando você encontra um problema importante para resolver, você costuma encontrar a falta de operabilidade entre os sistemas.
  • Pressão para inovar: Bancos e instituições financeiras em geral enfrentam o aumento da ameaça de vários disruptores digitais e uma melhor experiência do cliente. Mas, a “abertura e interconexão” necessária para abordar esses fatores pode criar um grau de incerteza, que pode demorar a ser desmistificado e superado.

O termo Fintech pode ter muitas definições, como você define a NovoPayment?

AP: Estamos focados em problemas financeiros e relacionados a transações, particularmente os relacionados à contabilidade.

Ao contrário dos processadores de pagamentos tradicionais e da tecnologia bancária, nossa tecnologia é apoiada por uma arquitetura aberta personalizável e orientada por regras de negócios certificadas por banco e interligada com redes de pagamento e redes móveis. Isso visa ajudar nossos clientes a desenvolver, implantar e gerenciar aplicativos especializados sem as demandas de projetar, construir ou manter toda uma infra-estrutura (hardware, software, rede, segurança e mão de obra).

Saiba como fazer parte desse ecossistema

Para fazer parte do ecossistema global de fintechs, você pode cadastrar sua startup na MEDICI e na StartSe Base.

A MEDICI é uma base de dados que conta hoje com 7.000 empresas de todo o mundo. Ela pertence à Let’s Talk Payments (LTP), empresa global de conteúdo e pesquisas sobre fintechs.

A StartSe Base é a maior base de dados de startups do Brasil, com mais de 5.000 empresas cadastradas.

Sobre a Let’s Talk Payments (LTP)

LTP é a principal plataforma de conteúdo e pesquisas sobre fintechs no mundo. Mais de 400 instituições financeiras e 90 programas de inovação recorrem à LTP para obter informações sobre as empresas que estão disruptindo o setor financeiro.

Mariana Rodrigues é colaboradora regular da LTP, focada no mercado de fintechs do Brasil. Ela é COO da SGC Conteúdo. Para acompanhar o conteúdo produzido pela LTP no Brasil e no mundo, cadastre-se na newsletter.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.