Empreendedores crescem apostando em ideia rejeitada pelo Facebook

Avatar

Por Lucas Bicudo

8 de setembro de 2016 às 15:41 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Já imaginou prosperar utilizando uma ideia rejeitada e capturar a maior parte dos clientes de quem a rejeitou? Pois foi justamente isso que os empreendedores Alysson Melo, Antonio Davi e George Batschinski fizeram.

Os três engenheiros iniciaram sua trajetória juntos lá em 2004, com a fundação da GTAC, uma companhia que tinha como objetivo o desenvolvimento de soluções em software para grandes empresas. Dez anos após sua criação e necessitando de expansão, um novo vislumbre: criar uma plataforma de aceleração de desenvolvimento de sistemas e minimização do custo total de um projeto de software. Foi assim que nasceu a Back4app.

A questão toda aqui está que, em janeiro desse ano de 2016, o Facebook anunciou que fecharia sua plataforma de aceleração de desenvolvimento de software Parse.com. O sistema apresentava na época mais de 1 milhão de aplicativos cadastrados e a notícia do encerramento de suas operações foi recebida como uma bomba pela comunidade de desenvolvedores.

A Back4app viu no produto rejeitado pelo Facebook uma excelente oportunidade de alavancar os negócios e captar clientes. Em cerca de um mês, a equipe de desenvolvimento se adaptou para suportar os usuários do Parse e, em março, uma nova versão da plataforma foi lançada. O tiro foi certeiro e milhares de desenvolvedores ao redor do mundo migraram para a Back4app.

Tal fato atraiu a atenção de players de peso no Brasil e nos Estados Unidos. A empresa foi convidada para ingressar no programa de desenvolvimento de empresas da Endeavor e também selecionada para participar do concorrido programa Launchpad, da Universidade de Stanford.

Depois de um mês nos EUA, a empresa recebeu um aporte de capital da aceleradora de empresas do Vale do Silício Plug & Play Ventures e ingressou em seu programa de aceleração Startup Camp. Os desafios dos empreendedores ainda estão no começo e a empresa almeja atingir a marca de 100 mil usuários até o final de 2016.

[php snippet=5]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!