Em alta: reconhecimento facial no Carnaval e vagas no Uber, Apple e Microsoft

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

1 de março de 2019 às 17:18 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Reconhecimento facial e blockchain: quando você achou que essas tecnologias entrariam na sua vida? Continuo a análise de hoje para te trazer a notícia de que, se elas ainda não estão, podem estar na sua vida em breve.

Reconhecimento facial no Carnaval

O Carnaval chegou e duas cidades brasileiras estão usando o reconhecimento facial para analisar multidões: Salvador e Rio de Janeiro. As cidades estão utilizando a tecnologia para identificar pessoas com mandados de prisão em aberto e desaparecidos.

Mas a mesma tecnologia está sendo utilizada, em São Paulo, para ajudar as marcas a conhecerem melhor a preferência de seus clientes. O reconhecimento facial foi implantado em uma loja Hering Experience – no entanto, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor notificou a Hering devido a privacidade de dados dos clientes.

Blockchain… no celular?

A blockchain ganhou popularidade devido ao bitcoin, mas hoje seu uso se estende a muito além das criptomoedas. A startup Fohat, em Curitiba, utiliza a tecnologia para melhorar a eficiência energética. A empresa desenvolve tecnologias de microrredes de energia que se comunicam através da blockchain.

Mas uma novidade poderá trazer a blockchain e as criptomoedas para dentro do bolso. Três celulares serão lançados com integrações a esse tipo de tecnologia. O primeiro é o Galaxy S10, da Samsung, que terá uma carteira digital para guardar chaves de criptomoedas. Já o Exodus 1 e o Finney terão soluções semelhantes. Será que vale a pena ter um celular com blockchain?

Uber, Apple, Facebook e Microsoft estão contratando

Nesta semana, cerca de 160 vagas em empresas de tecnologia foram anunciadas. A Uber está expandindo suas operações no Brasil e, para tal, abriu 60 vagas em diversas cidades, como São Paulo, Campina Grande, Mogi das Cruzes, Goiânia e Belo Horizonte.

E se você gosta tanto do Facebook que também gostaria de trabalhar lá, agora é a sua chance. A rede social abriu 36 vagas no escritório em São Paulo. As oportunidades são nas áreas de marketing, análise de dados, operações, entre outros.

Já a Apple, que possui 19 vagas abertas, está interessada em pessoas interessadas por tecnologia, que sejam comunicativas e saibam desenvolver projetos em equipe. Algumas das áreas de atuação desejadas são em hardware, varejo, marketing.

Por fim, a Microsoft possui 45 oportunidades em três estados diferentes: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A companhia busca pessoas para o setor de operações, recursos humanos, serviços e vendas.

Confira todas as vagas em aberto aqui!

Ah… E gostou do que falamos sobre fintechs? Então saiba, em nosso e-book gratuito, quais são os planos das maiores fintechs do país para 2019.