Em 12 horas sem WhatsApp, Viber cresce 2.000% no Brasil

Avatar

Por Paula Zogbi

17 de dezembro de 2015 às 13:10 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O bloqueio do WhatsApp no Brasil deveria durar pouco e durou ainda menos. Doze horas depois da decisão de suspender o aplicativo de mensagens por 48h, o Tribunal de Justiça de São Paulo anulou a decisão nesta quinta-feira (17h). O serviço estava suspenso desde a meia noite.

Mesmo com essa rapidez no restabelecimento, a queda do serviço teve conseguências – principalmente para os concorrentes diretos do app. Depois de o Telegram anunciar em sua conta no Twitter que mais de um milhão de usuários se cadastraram no país só nas primeiras duas horas de bloqueio, nesta tarde outro concorrente, o Viber, também twittou uma comemoração: “nas últimas 12 horas o uso do Viber disparou! O volume de mensagens aumentou 2000%. E olha que já tinhamos 27 milhões de usuários no Brasil!”, diz uma mensagem no microblog.

Uma pesquisa recente apontou que, dos brasileiros que usam a internet ativamente, cerca de 93% usam o WhatsApp. Até Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, se pronunciou sobre o caso nesta manhã.