Economia colaborativa pra dar e vender: como ganhar uma grana extra

Avatar

Por Lucas Bicudo

4 de abril de 2017 às 17:11 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A taxa de desemprego no Brasil, no término do último trimestre – que se encerrou no fim de fevereiro – chegou a 13,2%, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é superior aos 10,2% observados no mesmo período do ano passado. Pela primeira vez, o número de pessoas sem emprego superou a marca de 13 milhões.

Uma solução que é muito bem discutida por nós aqui do StartSe para esse tipo de situação é a economia colaborativa. Passear com cães, fazer entregas de objetos, preparar pratos caseiros… Muitas soluções aparecem como opções para gerar aquela renda extra e não cair nesse ostracismo do desemprego. Veja exemplos:

Junte dinheiro com seu itinerário diário. Sem sair do percurso comum, é possível realizar entregas para a Eu Entrego. Pelo aplicativo, os clientes acionam os entregadores mais próximos para levar encomendas. Os candidatos escolhem a região que pretendem atender, o tamanho máximo do pacote que podem carregar e o horário ideal. Não é preciso ter um carro para fazer parte do time, o trabalho pode ser efetuado com o transporte público, de bicicleta ou até mesmo a pé.

Quem está familiarizado com tecnologia pode conseguir novos trabalhos com a plataforma Nerd2.me. A solução liga as pessoas que precisam de suporte em informática e tecnologia a quem entende do assunto. Não é necessário ter formação para fazer parte do time. Basta ter expertise no assunto, entender as solicitações e ser maior de 18 anos. Depois de preencher o cadastro, o sistema identifica as habilidades e separa os perfis em categorias.

Se você tem um restaurante pequeno e quer alavancar vendas, se é um microempreendedor que já vende seus pratos, ou mesmo uma dona de casa ou estudante de gastronomia que cozinha informalmente, dá para completar sua renda com a LocalChef. Basta informar o tipo de culinária segue, enviar fotos do seu local de trabalho e dos pratos prontos. Caso o cozinheiro seja aprovado na triagem e entrevista, já passa a receber pedidos. E o melhor: não precisa se preocupar com a entrega, pois a própria empresa envia motoboys para buscar as marmitas, sem custo adicional.

OnYou oferece avaliações para comércios, de uma forma secreta. Para isso, conta com mais de 100 mil clientes ocultos espalhados pelo Brasil que se cadastram pelo site e topam avaliar a qualidade de diversos estabelecimentos. Em seguida, recebe um manual e depois os convites para lojas, restaurantes, hotéis, sorveterias, estabelecimentos que se encaixam com seu perfil. Em alguns casos não existe a remuneração, mas você é reembolsado pelo que foi consumido e utilizado.

O objetivo da Holipet é oferecer um serviço para quem necessita de cuidados para o seu animal de estimação. Para os profissionais que atuam de forma autônoma, oferecendo serviço como cuidadores ou passeadores de pet, a plataforma ajuda a potencializar a sua renda.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]