O que vai acontecer com a sua empresa se você morrer hoje?

Avatar

Por Isabella Câmara

19 de setembro de 2016 às 11:58 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Fui assistir um filme nesse final de semana, em uma das cenas, enquanto planejavam um roubo, o então grande mestre da trama perguntou aos outros membros do grupo se alguém tinha uma pergunta. E foi então que um dos personagens mais engraçados acabou fazendo uma: E se você morrer?

Em um primeiro momento eu dei uma risada, como qualquer pessoa faria, mas depois me peguei pensando naquilo, e se eu morrer? O que acontece com meus negócios? Sim, claro, amigos, familias, pessoas próximas provavelmente ficariam tristes, porém tenho clientes que não sabem sequer o meu nome completo, para eles a minha morte, não faria a minima diferença, meus negócios que os atendem devem continuar rodando, esteja eu fora de ação por um dia, uma semana, ou uma vida.

 

Pode parecer filosofia barata, ou algo sem importância, mas pare e pense no que você fez até agora em seus negócios, e caso não tenha um, em como você imagina fazer. Tenho quase certeza de que você se vê como alguém no centro de tudo, tomando decisões e garantindo o bom funcionamento de todas as partes. Por mais que queira adotar algum estilo de gestão alternativo, circular, holocracia ou coisas similares, você ainda se vê como parte integrante e fundamental do negócio, e está certo em pensar assim. Porém esse pensamento cria um problema, você não vai estar sempre ali.

Nós nos colocamos em uma posição complicada

Uma empresa que não funciona sem você, não é um negócio, mas sim um trabalho, e você não quer construir um trabalho. Pense em todas as pessoas que dependem do seu negócio funcionando e você vai entender a importância de se construir um negócio que não dependa de você.

Afina, entre ficar doente, ter uma viajem de emergência, ser chamado para servir em uma guerra, seu carro quebrar, ter filhos e outros, motivos que podem te impossibilitar de estar efetivamente a frente do seu negócio é o que não faltam, desde os mais razoavéis e até comuns, até os mais inesperados, porém possíveis, e nesse artigo, eu quero te ajudar a pensar em como reduzir o impacto de você não estar disponível para tocar o seu negócio.

Tenha um super time

Quando estudei empreendedorismo no MIT Bootcamp, seja como aluno em 2015, ou professor agora em 2016, a primeira coisa que martelaram em nossas cabeças, foi a importância do Team Formation. Encontrar pessoas incrivéis para o seu time, que possam complementar as suas fraquezas, ao mesmo tempo que potencializam suas forças, é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.

Mais ainda, ter o time certo, capaz de operar e dar resultados, mesmo sem a sua supervisão constante, definitivamente será um alivio, quando você precisar se ausentar do comando por algum tempo.

Construa uma cultura de empoderamento

Foi-se o tempo em que a velha hierarquia do eu mando, você obedece funcionava (se é que ela já funcionou). Hoje em dia estamos na era do empoderamento, dar poderes e responsabilidades para que todos os membros do time, possam tomar decisões rapidamente, e claro, lidem com as consequencias de forma clara e objetiva.

Ao permitir que seus funcionários e parceiros possam agir rapidamente, sem precisar ficar sempre lhe pedindo autorização (Desde que as decisões e resultados sejam reportados posteriormente), você não só agiliza todos os processos internos da empresa, como também aumenta e muito as chances de que ela não exploda caso você não esteja por perto.

Esse processo de desenvolvimento de cultura é complexo, e bastante dificil, especialmente para founders de primeira viajem, porém é uma daquelas coisas que valem o esforço, e você vai me agradecer por ter feito isso no futuro.

Tenha seguro

Não existe dinheiro que possa substituir a perda de um grande CEO, CFO ou qualquer membro de uma empresa, porém, uma reserva financeira pode te ajudar a encontrar outra pessoa para ocupar aquela posição rapidamente, reduzindo os danos causados a empresa. Por isso, ter um seguro de vida para os principais membros do seu time, incluindo você, no qual a empresa é a maior beneficiaria, pode ajudar muito em casos extremos.

Essa dica é especialmente valiosa, no caso de pessoas que costumam viajar muito, ou vivem em zonas com alto indice de violência. Como dizem por aí, o seguro morreu de velho.

Conclusões

Gostaria de deixar claro, que eu espero sinceramente que você tenha uma vida longa e feliz, e mais, que possamos um dia fazer negócios juntos, porém, como alguém que escreve aqui para poder te ajudar, essa reflexão era algo que eu não poderia deixar de compartilhar.

Construir uma empresa capaz de sobreviver sem você, é fundamental para garantir o sucesso do seu negócio, e por mais que não exista uma formula mágica para isso, algumas medidas podem e devem ser tomadas.

Agora é com você. O que você faz para garantir que seu negócio, possa continuar existindo sem você?

 

Se você gostou desse artigo, não deixe de conhecer o Empreenda Junto