Clube do bilhão: as startups mais valiosas do planeta

Avatar

Por Júnior Borneli

8 de agosto de 2016 às 17:08 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Em 2014, eram apenas 45 startups e nenhuma delas valia mais que $12 milhões de dólares. Hoje o “Clube do Bilhão” tem 149 representantes, sendo que 10 valem mais que $12 bilhões.

A liderança do ranking das empresas mais valiosas é do Uber, startup norte-americana que tem revolucionado o mercado de transporte de passageiros no mundo todo. Avaliada em $68 bilhões, é líder absoluta.

A segunda e terceira posições são ocupadas por startups chinesas: Xiaomi, fabricante de smartphones avaliada em $46 bilhões e Didi Chuxing, concorrente do Uber, que tem valor de mercado de $28 bilhões.

 

Seguindo a lista vêm mais duas startups dos Estados Unidos: Airbnb, empresa que transforma qualquer cômodo livre num quarto de hotel, avaliada em $25,5 bilhões e Palantir, empresa de big data, avaliada em $20 bilhões.

artigo2

Fechando o top 7 estão a startup chinesa Meituan-Dianping, que atua em diversos segmentos, desde entregas até reservas online, avaliada em $18,3 bilhões e o Snapchat, empresa dos Estados Unidos avaliada em $16 bilhões.

O que mais chama a atenção no grupo das 7 startups mais valiosas do planeta é a disputa entre Estados Unidos e China. Enquanto os americanos são favorecidos por um histórico de desenvolvimento de empresas de tecnologia gigantes como Google, Microsoft e Facebook, os chineses se aproveitam de um mercado gigantesco. O país tem 1,35 bilhões de habitantes contra 316 milhões dos Estados Unidos.

As startups chinesas estão à frente de empresas conhecidas como a SpaceX (de Elon Musk), Pinterest, Dropbox, Spotify, Cloudera, Slack e outras tantas.

Outra característica interessante das startups do top 7 é que a empresa mais “velha” tem apenas 12 anos, a Palantir. Toda as outras foram fundadas a partir de 2008, ou seja, têm menos de 10 anos de existência. O Uber, por exemplo, fundado em 2009, tem valor de mercado superior ao da Ford, empresa criada em 1903!

Das 149 startups listadas no Clube do Bilhão, 90 estão nos Estados Unidos, 40 na Ásia, 17 na Europa, 1 no Canadá e 1 em Israel.

Para nossa infelicidade, nenhuma startup brasileira ou latino-americana está na lista. Qual será a nossa primeira representante nesse clube tão especial?

Gostou desse texto? Me segue nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/jrborneli
Linkedin: https://br.linkedin.com/in/juniorborneli
Instagramhttps://www.instagram.com/juniorborneli/