Cata Company reformula e cresce 350% em 2016

Avatar

Por Lucas Bicudo

23 de dezembro de 2016 às 14:56 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Segundo estudo da ABES, o Brasil é responsável por quase metade do faturamento do setor de tecnologia – R$ 60 bilhões de um total de R$ 133 bilhões – na América Latina. Uma das startups que mais representa o avanço em TI é a Cata Company.

Depois de aumentar o faturamento em 1700% em 2015, a empresa mantém o forte ritmo de expansão e fecha o ano com um crescimento de 350%, faturando mais de R$ 12 milhões. A previsão é crescer mais 450% em 2017.

“Esse foi um ano desafiador para todos no Brasil. Para garantirmos crescimento, alinhados com a nossa parceira Prosegur, focamos em aprofundar a oferta de valor aos clientes das soluções da empresa e aceleramos o processo de exportação, com operação própria no mercado norte-americano”, afirma CEO e fundador Victor Levy.

Em 2016, a companhia reformulou a marca e desenvolveu três novos produtos com a Prosegur:

– Cata Moeda Prosegur: hoje, são mais de 280 máquinas, espalhadas por 22 estados, com o objetivo principal de solucionar o problema de falta de troco. A empresa, que oferece vantagens tanto para o varejista quanto para o consumidor final, já recolocou mais de 120 milhões de moedas em circulação, o que corresponde a cerca de 15% do total produzido pela Casa da Moeda em 2015.

– Cata Cash One: uma linha inédita de cofres inteligentes voltados aos pequenos e médios varejistas.

– E uma linha de equipamentos de back office para concessionárias e empresas de transporte, além de uma nova plataforma de publicidade para trade marketing.

“Vamos continuar priorizando a inovação em 2017, com o desenvolvimento de mais um modelo de um cofre inteligente de alta performance, com excelente custo-benefício, e uma nova divisão da empresa voltada à segurança de custódia de numerários”, finaliza.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]