Bill Gates volta seus olhos para o agronegócio

Junior Borneli

Por Junior Borneli

21 de agosto de 2017 às 14:47 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Homem mais rico do mundo – e talvez o mais engajado em causas sociais globais – Bill Gates reconhece a importância do agronegócio para o avanço da humanidade.

Depois de visitar muitos pequenos produtores rurais, como parte do seu trabalho com a Fundação Bill e Melinda Gates, ele fez uma imersão em fazendas altamente tecnológicas da Austrália, que trabalha com inseminação artificial e genômica. “Fiquei impressionado com a alta tecnologia de todo o processo”, afirmou.

As tecnologias para o agronegócio estão cada vez mais avançadas. E boa parte delas estarão no Agro Tech Conference, maior conferência sobre tecnologias para o agronegócio já feita no Brasil.

O objetivo de Bill Gates com essa experiência é entender como essa tecnologia pode ajudar produtores rurais de regiões subdesenvolvidas, principalmente na África.

“Uma vaca leiteira nos EUA produz quase 30 litros de leite por dia. Já na Etiópia, a média é de 1,6 litros por dia”, completa Bill Gates. Etiópia, Sudão e Tanzânia estão entre os 15 maiores produtores de gado do mundo.

“Se os agricultores em África estivessem equipados com o mesmo nível de conhecimento dos produtores australianos, por exemplo, eles poderiam obter melhores resultados com sua produção de gado de corte e leite, o que os tornaria mais eficientes”.

Bill Gates afirma ainda que ficou impressionado com a utilização em massa de smartphones e smartwatchs nas fazendas australianas.

Para conhecer mais as tecnologias que estão reescrevendo a história do agronegócio, inscreva-se na Agro Tech Conference. O encontro acontece em São Paulo, no dia 21 de setembro.