Bancos se rendem ao sucesso do Nubank e fortalecem área de inovação

Startups enxutas desafiam grandes empresas com soluções altamente inovadoras

Avatar

Por Júnior Borneli

7 de dezembro de 2016 às 12:59 - Atualizado há 3 anos

Banco do Brasil e Bradesco colocaram no ar, recentemente, através do banco CBSS, um sistema digital para venda e gestão de cartão de crédito. Batizada de Digio, a plataforma veio para concorrer com o Nubank, startup brasileira que oferece cartão de crédito sem anuidade e com gestão através de um app. O banco já recebeu mais de 100 mil pedidos de cartão de crédito e já emitiu pouco mais de 20 mil, segundo matéria publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Manter-se competitivo nunca foi tão complexo. Por isso, inovar em parceria com as startups é fundamental. Conheça o programa Corporate Class.

Essa é apenas mais uma das iniciativas que as grandes instituições financeiras têm feito para manter o nível de competitividade e criar produtos inovadores que estejam alinhados com a mudança de perfil dos clientes.

O Itaú, por exemplo, construiu um prédio de 4 andares em São Paulo para abrigar startups inovadoras. São 5 mil metros quadrados em um bairro nobre da capital, que pode abrigar até 50 startups.

Já o Bradesco desenvolveu o projeto InovaBra, um programa de inovação aberta que busca novo modelos de negócios aplicáveis ou adaptáveis aos produtos e serviços financeiros.

O banco Santander possui o projeto InnoVentures, um fundo de US$ 100 milhões de dólares criado para investir em startups. A partir de 2016, o Brasil se tornou alvo para novos investimentos.

É natural que os bancos corram atrás de inovações, já que vivemos uma era de disrupção. Startups enxutas desafiam grandes empresas com soluções altamente inovadoras – e muitas vezes acabam sendo compradas pelos próprios bancos. O Santander, por exemplo, fez uma grande aquisição ao comprar ContaSuper, que oferecia uma conta digital. Já o Bradesco está desenvolvendo o Next, um banco digital focado no público jovem.

O fato é que as transformações têm acontecido em diversos mercados, desde o financeiro até o educacional, passando por saúde, logística e tantos outros.

As grandes companhias estão cada vez mais conscientes da necessidade de se aproximar do universo das startups. Por isso, o StartSe criou o CORPORATE CLASS, evento que mostra como é possível inovar em parceria com as startups e levar, para dentro das companhias, a mentalidade inovadoras que move os jovens empreendedores.