Banco Original ganha prêmio internacional ao criar plataforma aberta

Da Redação

Por Da Redação

29 de outubro de 2016 às 02:55 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Banco Original certamente veio mudar paradigmas! E tanto vem obtendo sucesso nessa empreitada que ele acaba de ganhar um prêmio de projeto inovador mais disruptivo no EFMA Accenture Global Distribution & Marketing Innovation Awards.

Esse prêmio é organizado pela EFMA, instituição que reúne 3 mil instituições financeiras, e pela Accenture – e aconteceu na última quarta-feira. O banco entende a importância do prêmio – que o credencia como uma das instituições financeiras mais inovadoras do planeta, se não a mais inovadora! “Esse prêmio foi importante por que ele mostra que o sistema financeiro está valorizando mais as inovações, em geral esse mercado é muito conservador e reativo a novas ideias”, destaca Guga Stocco, head de inovação do Banco Original.

O Original não é exatamente uma startup, já que teve um aporte de R$ 600 milhões para construir sua plataforma e pertence ao J&F, o maior grupo privado do país. Mas é um grande apoiador do ecossistema de startups no Brasil – sobretudo na área financeira, com a plataforma aberta – chamada de Open Banking.

Com ela, ele pode dar as condições para que várias fintechs floresçam. “O projeto de Open Banking além de ser uma inovação tecnológica ele representa uma nova estratégia e um modo de trabalhar diferente, temos que ter times multidisciplinares, valorizar o ecossistema e aproveitar tudo o que o Open Innovation traz de benefícios para uma empresa”, diz.

“O outro ponto importante é vencer mais de 500 projetos de diversos países, isso mostra que o Brasil tem potencial para continuar na linha de frente da inovação financeira”, comemora Guga, mostrando que o Brasil pode se tornar, muito em breve, uma grande referência em fintechs.

Guga estará presente no Fintech Class, o maior evento para startups do setor financeiro do Brasil, promovido pelo StartSe. Clique aqui para conhecer, caso te interesse.

Lá, ele demonstrará o potencial da plataforma aberta. “O Open Banking é a plataforma que vai viabilizar as inovações. Integrar o banco no Facebook em 3 semanas foi apenas uma amostra do que podemos fazer”, salienta o executivo.

E, com certeza, esse potencial poderá fazer com que as fintechs ganhem cada vez mais espaço e força – com a ajuda do banco para realizar todo seu potencial, sem precisar reinventar a roda o tempo todo. “Agora o foco é colocar cada vez mais APIs, trazer parceiros e Fintechs com apetite de mudança e fazer da inovação o dia a dia do Banco”, termina.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]