Banco Mundial entra no jogo e investe US$ 15 milhões em fintech

Junior Borneli

Por Junior Borneli

17 de julho de 2017 às 10:34 - Atualizado há 4 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O braço de investimentos do Banco Mundial aportou US$ 15 milhões de dólares na startup CompareAsiaGroup, sediada em Hong Kong. O valor total recebido pela startup, que também contou com outros investidores, foi de US$ 50 milhões.

A CompareAsiaGroup ajuda consumidores em Hong Kong, Indonésia e em cinco outros países asiáticos a compararem e comprarem produtos financeiros, como seguros, empréstimos e cartões de crédito.

Os outros investidores que já aportaram dinheiro na companhia são Alibaba, SBI Group e Goldman Sachs.

A entrada do Banco Mundial no jogo das fintechs só reforça a tese de que o mercado financeiro está passando por uma grande transformação.

Esse tema, inclusive, será discutido na maior conferência sobre fintechs já feita no Brasil, que contará com a participação dos fundadores de empresas como Nubank, Guia Bolso, Banco Neon e outras empresas inovadoras.

Os clientes de serviços financeiros estão cada dia mais exigentes e menos confortáveis com o modelo tradicional de atendimento e preços cobrados pelos serviços ofertados, o que tem gerado uma procura por alternativas.