Artilharia pesada: Amazon ataca com arma que Netflix “jurou nunca usar”

Da Redação

Por Da Redação

2 de setembro de 2015 às 11:59 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Imagine que você vá viajar em um voo intercontinental. Hora perfeita para assistir séries, filmes e tudo mais que você tem interesse, mas não tem tempo? Que tal usar um serviço de streaming como o Netflix? Parece lógico, não é?

Contudo, isso pode ser um problema. Wi-fi no avião ainda é raridade. E quando existe, é lento ou cobrado a parte. A solução? Comprar DVDs ou, pior, recorrer à pirataria e baixar os filmes e séries no seu computador ilegalmente. Contudo, a Amazon pode ter a solução, mostra o Business Insider – o streaming offline, uma arma que o Netflix prometeu nunca usar. 

O Amazon Prime Video agora deve funcionar como funciona o Spotify. Você vai na lista de vídeos disponíveis, escolhe o que quer e baixa os filmes e séries para assistir quando não tiver conexão. Essa função já estava disponível para quem tivesse tablets Fire, mas agora deve entrar em operação para quem tem aparelhos Android ou da Apple. 

A Amazon está atacando o Netflix em várias frentes: séries originais e um catálogo cada vez maior, inclusive com muitas séries e filmes que não estão mais disponíveis. A empresa de Jeff Bezos, uma das primeiras startups de tecnologia, também deverá fazer filmes originais. E nos EUA, o Amazon Prime Video já está quase do mesmo tamanho que o Netflix. 

Permitir o download para exibição é uma grande questão jurídica para estas empresas – já que envolve outro tipo de acordo -, algo que o Netflix possívelmente não tem interesse em fazer. Contudo, como a Amazon usa o seu serviço de vídeo para aumentar as vendas no site, ela tem o interesse, sim.