Aplicativo usa tecnologia para aposentar cartões de fidelidade em papel

Avatar

Por Lucas Bicudo

8 de dezembro de 2016 às 13:49 - Atualizado há 4 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

As vendas no comércio brasileiro continuam caindo mês a mês no Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a retração acumulada até agosto de 2016 é de 6,6%. Para mudar essa situação, os estabelecimentos do varejo buscam soluções para voltar a crescer – e muitas delas podem ser através de aplicativos.

A rede japonesa Koni, por exemplo, tem apostado em uma tecnologia inédita para o segmento: o Bonuz. Em uma semana, cinco lojas da franquia tiveram um retorno de mais de R$ 12 mil, por meio de ações e ofertas a partir do uso do aplicativo.

A proposta da empresa desenvolvedora do Bonuz, a SumOne, é levar a tecnologia e a experiência do consumidor, que são marcas do comércio digital, para o varejo físico, aposentando os velhos cartões de fidelidade em papel.

Para usufruir os benefícios, o usuário deve baixar o aplicativo, se cadastrar ou logar com o Facebook. A ideia é que ele passe a acumular selos, como uma forma de pontuação online. Ao fazer a compra em uma loja, o consumidor tira a foto do cupom fiscal e recebe um selo na “cartela”. Depois de acumular seis selos, é possível escolher uma oferta disponível pelo estabelecimento e retirá-la presencialmente.

Apenas uma loja do Koni teve um retorno sobre o investimento de cerca de 12x e na semana quase 18% do faturamento do estabelecimento foi via ofertas segmentadas do app. A ação durou três dias e levou 94 pessoas à loja. Segundo o sócio-fundador Michel Jager, já são 130 mil clientes e 110 franqueados conectados à plataforma.

“Estamos focando em ações de marketing segmentadas, que tiveram uma taxa de conversão de 32% e 7,5% de incremento nas vendas. O ROI de toda a rede é de quase 48x, o que é muito alto. Mas, o mais importante é a satisfação do cliente e, conseguimos, por meio do aplicativo, 200 mil avaliações”, comenta.

A fidelidade é outro valor agregado ao aplicativo de conexão e relacionamento. Dados do Koni demonstram que 90% dos clientes frequentam duas ou mais vezes por mês os estabelecimentos por causa do programa.

Grandes clientes

Além da rede de comida japonesa, o Bonuz atende mais de 20 marcas de food service, incluindo o Subway, Pizza Hut, Spoleto, Giraffas e Megamatte. Nos 1,5 mil estabelecimentos registrados, a conversão média é de até 36,6%. Ou seja, três em cada dez clientes retornaram depois de receberem ofertas via plataforma.

“Esse alto nível de conversão foi possível porque trabalhamos com uma profunda segmentação do público, entendendo os hábitos de consumo de cada um e sabendo o que é, de fato, relevante para esse consumidor. Assim, a fidelidade é apenas uma das nossas estratégias para entregar as informações e métricas reais para ajudar o franqueado”, explica Carlos Eduardo de Souza, Diretor de Marketing da SumOne.

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]