Apenas 20% do que você faz realmente importa, enquanto o resto…

Avatar

Por guilherme

14 de julho de 2016 às 12:52 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Eu imagino que você já deve ter ouvido falar do Princípio de Pareto, ou, como também é muito conhecido, Princípio 80/20. Vilfredo Pareto foi um economista e sociólogo italiano que, em 1896, publicou seu primeiro artigo pela Universidade de Lausanne demostrando seu princípio. No texto, ele estimou que aproximadamente 80% das terras italianas pertenciam a apenas 20% da população daquele país. Para chegar a essa conclusão, observou que 20% das favas de ervilha em suas terras produziam 80% das ervilhas!

Em resumo, o Princípio 80/20 diz que 80% dos resultados ou dos produtos derivam de 20% das causas e, às vezes, de uma proporção ainda menor.

No correr dos anos, a descoberta foi muito estudada por ela consegue se adaptar muito bem a falta de equilíbrio da natureza, desta forma o desequilíbrio natural pode ser sistemático e previsível!

Agora vamos pensar em como podemos aplicar o princípio 80/20 no desenvolvimento de um novo produto para uma Startup.

Os economistas já observam há muito tempo que 80% das vendas vem de 20% produtos, mas pensando em um Startup que tem como principal produto um software também é possível observar que:

  • 80% dos erros derivam de 20% do código
  • 80% das falhas derivam de 20% dos bugs
  • 20% dos testes de sistemas cobrem 80% das funcionalidades

Sabendo disso você acaba de obter uma vantagem ao entrar em um mercado tão competitivo quanto o de Startups que produzem tecnologia. Ao participar de diversos eventos com empreendedores e investidores eu sempre escuto que você não precisa ter o melhor produto para dominar um mercado, mas sim ter um produto que seja apenas 10% melhor que o do seu concorrente. Se você chegar ao mercado antes de ter um concorrente melhor ainda!

Opa, você não pegou a ideia? Pera ai não me abandone ainda eu vou tentar explicar melhor com um exemplo.

Digamos que você está queira desenvolver uma rede social para fotógrafos amadores, parece ser uma ideia boa já que todos nós temos uma câmera de fácil acesso em nosso celular. Logo, você corre para fazer um brainstorm das funcionalidades e pensa que ela deve ter:

  • Compartilhamento em redes sociais
  • Área para login
  • Perfil de usuário
  • Área para enviar fotos
  • Interface para um administrador fazer curadoria, você quer ter belas fotos para divulgar a rede não é? Além de evitar conteúdo improprio.
  • Botão de seguir para receber notificações
  • Botão para seguir usuários
  • Botões de like
  • Área para comentários
  • Landing page para a rede social
  • Caixa de mensagem para os usuários
  • Etc, etc…

Ufa, horas e horas de conversa depois acho que você já tem tudo que precisa para ser a melhor rede de fotógrafos. Porém, como um desenvolvedor com alguns anos de experiência eu posso lhe dizer que pode ser tornar uma loucura tentar desenvolver tudo isso, ainda mais se estamos falando de um MVP. A grande verdade é que o projeto pode acabar antes mesmo de ser lançado devido a quantidade de esforço que é necessário.

Agora vamos tentar usar o nosso novo super trunfo para tentar não morrer antes mesmo de chegar à praia.

Redes sociais, mais especificamente desenvolvidas para uso em dispositivos moveis precisam ter uma grande interface para que os usuários possam querer usa-las. Com isso em mente e utilizando o Princípio 80/20 podemos imaginar que apenas 20% dos recursos vão gerar 80% do valor da nossa aplicação.

Agora vamos rever aquela lista pensando no que seria realmente útil em nosso MVP.

  • Uma Landing page, nossos usuários precisam de uma página para chegar até ao site não é?
  • Um mecanismo para envio de fotos;
  • E um mecanismo de curadoria para garantir que o conteúdo produzido tenha valor.

Olha só agora temos um conjunto de funcionalidades que vão ser usados na grande maioria do tempo pelos usuários para focar o nosso desenvolvimento. Você se lembra que 80% dos erros derivam de 20% do código?

Então, como essas são funcionalidades que serão utilizadas todo o tempo vale a pena focar o desenvolvimento para evitar esses problemas no futuro!

Assim você já deu um passo à frente do seu concorrente que ainda está preso com seus desenvolvedores dentro do escritório. Enquanto você está pensando no desenvolvimento dos seus próximos 20% ele está lutando para entrar algum produto.

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]