AdFácil começa o ano com belas projeções e à procura de investimentos

Avatar

Por Lucas Bicudo

1 de fevereiro de 2017 às 09:41 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Se você é um empreendedor, certamente já se deparou com a seguinte questão: qual é a melhor estratégia para criar uma campanha de marketing ou vendas na internet? A resposta não é tão simples quanto todos nós gostaríamos: há uma série de fatores que definem qual rede social, por exemplo, é mais viável para atrair determinado tipo de público. É um processo dinâmico. Não uma formulinha.

Mas foi pensando em simplificar essa equação que o empreendedor Roberto Rocha criou a AdFácil (confira seu perfil na base do StartSe), uma ferramenta que otimiza as campanhas online nas principais plataformas disponíveis, como Google, Facebook e Instagram.

“A AdFácil é um sistema para criação, gestão e otimização de anúncios online. O que a gente faz basicamente é dar acesso e visibilidade à pequenas e médias empresas, através de suas campanhas de marketing. Apresentamos dados de uma forma mais simples para o usuário. O número de pessoas que estão vendo suas campanhas, o que está convertendo em vendas e o quanto que custou cada uma delas, por exemplo. Trazemos em média 42% mais performance nas campanhas. Conseguimos isso devido a um algoritmo que faz ajustes com o decorrer da sua vida útil”, discursa Rocha.

A ferramenta analisa o desempenho da campanha em cada canal de veiculação e direciona o orçamento de maneira inteligente, pausando aquelas em que o resultado não tem sido efetivo e maximizando a ação. Toda essa movimentação é acompanhada pelo cliente através de um painel.

Dá orgulho de falar sobre essa startup. Sua trajetória cruza diretamente com a StartSe. Gosto de falar que o ecossistema de startups é muito parecido com a comunidade científica: não há egoísmo – o trabalho de um ajuda a fortalecer o trabalho de outro. É pura evolução. Impossível crescer sozinho. Quando a AdFácil e o StartSe eram apenas um MVP, ambos ganharam tração com a oportunidade do outro. Por nossa parte, contando a história de um empreendedor de sucesso do Brasil e permitindo que ela fizesse conexão. Pela parte deles, ganhando visibilidade na mídia e se conectando com a nossa plataforma.

“Fomos uma das primeiras a criar um perfil na base. Recebemos um convite para estar na inauguração do site, lá no finalzinho de 2014. Foi nesse evento que aprendi sobre o mundo de startups. Na época, estávamos no comecinho do MVP, ainda não tínhamos sequer uma linha de código programada. Foi o StartSe que abriu as portas desse mundo para a gente, a metodologia, os conceitos, o contato com aceleradoras e mentorias. O primeiro feedback que a gente recebeu – que tínhamos que começar a pensar no desenvolvimento de uma plataforma que fizesse tudo aquilo que estávamos fazendo manualmente no MVP, para validar o negócio -foram vocês que deram. Isso ajudou a transformar nossa solução no que ela é hoje”, continua.

É de encher os olhos receber um depoimento desses. E mais ainda saber que, desde então, o caminho pelo qual a AdFácil percorreu até agora foi um caminho repleto de vitórias. Bastante suor, bastante correria. Mas estamos falando de empreendedorismo. Como poderia ser diferente? No ano seguinte ao nosso primeiro encontro, a startup conseguiu captar sua primeira rodada de investimentos, com a ajuda da StartSe Base.

“Fizemos a primeira captação via a plataforma de equity crowdfunding Broota, em dezembro de 2015. Usamos muito da base do StartSe para nos relacionar e sermos capazes de finalizar essa primeira rodada. Em 20 poucos dias abrimos a campanha e conseguimos finaliza-la com 100% da meta. Foi muito rápido. O StartSe ajudou muito na divulgação, deu um gás gigante”, faz coro Marcelo Távora, Head of Sales da AdFácil.

É baseado nesses feedbacks que decidimos cada vez mais capacitar o empreendedor leitor a conseguir investimentos. Criamos o Invest Class: os maiores investidores-anjo do Brasil juntos em um treinamento exclusivo para startups. Experiência única de imersão e treinamento em captação de investimento.

Em um bate papo rápido com Rocha e Távora, tive a chance de perguntar no que eles evoluíram após o investimento – como havia sido seu segundo ano de atuação. “Logo após o investimento, começamos a de fato efetivar o que tínhamos de ideia, aumentar a equipe de desenvolvimento e ajustar o modelo de vendas. No começo de 2016, fomos uma das 40 startups selecionadas, entre 1.400 projetos do mundo inteiro, para o processo de aceleração da Seed, do governo do Estado de Minas. Passamos 6 meses em Belo Horizonte sendo acelerados e lá que conseguimos mais escala em número de clientes. Desenvolvemos todas as arestas soltas da nossa plataforma e colocamos ela para testar. Ajustes são sempre necessários, mas estamos crescendo cerca de 20% ao mês, o que nos dá confiança para continuar”, comentam os empreendedores.

E essa linha cronológica chega ao dia de hoje. Enquanto escrevo essa matéria, enquanto eles projetam o ano de 2017.“O que a gente espera para 2017, em termos de números, é chegar no fim do ano com 200 clientes na base. Em termos de desenvolvimento de produto, queremos integrar com outras plataformas, entregar além da otimização de campanhas uma análise mais profunda sobre o resultado de cada um dos anúncios, para saber qual é o que tem maior retorno sobre o investimento. Caso queira conhecer mais sobre a AdFácil e os seus números entre em contato através do e-mail: roberto.rocha@adfacil.com.br”, ressalta Marcelo.

Por fim, Roberto dá um conselho para quem está começando agora: “eu acho que o fundamental em qualquer comunidade é que você possa participar e contribuir ao máximo. Como qualquer rede social, você tem que alimentar a ferramenta e tentar interagir com o pessoal. E não estamos falando de sempre procurar por mentoria, mas sim somente o contato com outras startups, porque você acaba ajudando as outras pessoas com dilemas que você já passou, que são simples pra você, mas para quem está começando pode fazer muita diferença. Às vezes você acaba ficando muito tempo com a sua equipe, trocando as mesmas ideias, ficando preso na caixinha. A visão de outro empreendedor é imprescindível para saúde do teu negócio. O cara pode te ajudar com administração, investimento, financeiro, pitch, com layout, com UX. Se você ficar sozinho, você acaba batendo muito a cabeça. Aproveite o StartSe por isso”.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]