A startup mais valiosa do mundo é chinesa

Avatar

Por Júnior Borneli

16 de fevereiro de 2015 às 12:40 - Atualizado há 6 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A empresa chinesa Xiaomi, que fabrica smartphones e explora o gigantesco mercado da China é a startup mais valiosa do mundo, com valor de mercado de US$ 45 bilhões de dólares.

Ela já é, disparada, a empresa que mais cresce em número de vendas de smartphones e recentemente recebeu um aporte de capital da ordem de US$ 1,1 bilhão de dólares, o que elevou seu valor de mercado.

Os investidores incluem fundos de private equity como All-Stars Investment, DST Global, Hopu Investment Management e Yunfeng Capital, bem com o fundo soberano de Cingapura GIC.

Os números relativos às vendas da Xiaomi são impressionantes. Em apenas três anos ela se tornou a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, atrás apenas da Samsung e da Apple.

Com o novo investimento e a elevação de valor de mercado para US$ 45 bilhões, a Xiaomi já vale quase três vezes mais do que Lenovo, maior fabricante de computadores do mundo. Desde 2013, quando havia recebido outra rodada de investimento, a empresa já quadruplicou seu valor de mercado.

A Xiaomi lidera o mercado chinês de smartphones e faz enorme sucesso em países asiáticos como Índia, Malásia e Indonésia. Seu próximo alvo é o Brasil. A estratégia da empresa é entrar em mercados de países com grande população e apetite crescente pelo comércio eletrônico.

Depois do Brasil, a Xiaomi avalia lançar seus produtos na Rússia, no Oriente Médio e em outros países da Ásia e da América Latina.